Operação vistoriou 57 locais e apreendeu quase 900kg de cobre e alumínio em Campo Grande

Ação foi realizada em combate ao furto de fios de cobre
| 05/05/2022
- 17:08
Operação vistoriou 57 locais e apreendeu quase 900kg de cobre e alumínio em Campo Grande
Material foi apreendido (Divulgação, Sejusp)

Denominada Vastum, a ação realizada entre forças policiais em Campo Grande nesta quinta-feira (5) vistoriou 57 locais, comércios de compra e venda de recicláveis e residências. Foram apreendidos quase 900 quilos de cobre e alumínio sem procedência e 5 pessoas acabaram presas, três delas em flagrante.

A ação foi realizada pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), por meio da e Polícia Militar, com total de 167 policiais e 39 viaturas. A operação teve como objetivo reprimir e prevenir casos de furtos de cabos e fios de cobre e também de hidrômetros, crimes cada vez mais comuns.

Foram vistoriados os 57 locais, nas regiões do Centro, Segredo, Bandeira, Anhanduizinho, Imbirussu e Lagoa, resultando na apreensão dos quase 900 quilos de fios e cabos de rede, de cobre e alumínio. 12 pessoas flagradas com cobre sem origem e acabaram autuadas por receptação. Ainda foram feitas 3 prisões em flagrante e cumpridos 2 mandados de prisões.

“A nossa intenção é primeiramente identificar quem é que recebe, ou seja, o intermediário que compra cobre desses autores de furtos e assim chegar nas grandes empresas que estão adquirindo esses produtos sem as devidas cautelas, para que sejam responsabilizados por isso”, disse o delegado Edilson dos Santos, diretor do Departamento de Polícia Especializada da Polícia Civil.

O delegado Wellington de Oliveira, diretor do Departamento de Polícia da Capital, afirmou que a operação não é inédita, já que tanto Polícia Civil quanto Polícia Militar já desenvolvem ações focadas no combate e repressão os crimes contra o patrimônio, em especial os furtos de fios e hidrômetros.

“A gente já vem trabalhando para resolver essa questão, que é um problema bastante complexo, tanto que a 5ª Delegacia de Campo Grande recentemente apreendeu 7 toneladas de fios”, afirmou o delegado.

Operação Vastum

Conforme a Sejusp, atualmente o quilo do cobre pode ser comprado por valores entre R$ 35 e R$ 41. Isso acabou estimulando a prática de furtos, principalmente por pessoas em situação de rua e usuários de drogas, de acordo com o coronel André Henrique Macedo, comandante do Comando de Policiamento Metropolitano da Polícia Militar.

“Embora esse tipo de crime inicie de uma forma simples, com pessoas vulneráveis socialmente, há também uma cadeia complexa, onde entram os primeiros receptadores e os empresários finais que compram esses metais. Com essa operação a ideia é minimizar esses problemas que a população vem enfrentando não só em Mato Grosso do Sul, mas em todo o Brasil, em razão justamente aos valores dos metais que aumentaram”, disse.

Participaram da operação 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Delegacias da Polícia Civil, 1º, 9º, 10º e 11º Batalhões da Polícia Militar, além de 5ª e 6ª Companhias Independentes da PM, Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social), Dedfaz (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Defraudações, Falsificações, Falimentares e Fazendários), Decon (Delegacia Especializada do Consumidor) e Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista).

Operação Vastum
(Divulgação)

Veja também

Um rapaz de 25 anos sofreu uma tentativa de homicídio na noite desta quinta-feira (30)...

Últimas notícias