Menina conta em projeto social ser estuprada pelo padrasto que é obrigado a pagar indenização de R$ 11 mil

Conselho Tutelar avisou a mãe sobre os abusos
| 03/02/2022
- 13:20
Menina conta em projeto social ser estuprada pelo padrasto que é obrigado a pagar indenização de R$ 11 mil
(Ilustrativa)

Um homem, de 36 anos, foi condenado a pagar uma indenização de R$ 11 mil à enteada de 9 anos, após estuprar a menina em cidade de Mato Grosso do Sul. A mãe da menina ficou sabendo dos estupros pelo Conselho Tutelar.

A criança era estuprada sempre na ausência da mãe. Os abusos teriam ocorrido durante um ano, mas a criança não contava nada para sua mãe porque era ameaçada pelo padrasto. Ele dizia que ninguém acreditaria nela e que ainda levaria uma surra. 

Com medo, a menina não dizia nada, e a criança só revelou os abusos dois anos depois, em um projeto social. As integrantes do projeto avisaram o Conselho Tutelar que informou a mãe sobre os fatos. 

Ele acabou condenado a 13 anos e 6 meses de reclusão, em regime fechado, além de ser condenado também ao pagamento de 10 salários mínimos de indenização.

Veja também

Vítima foi perseguida por quatro pessoas em duas motos antes de ser morto

Últimas notícias