‘Mataram meu pai’: Menino de 9 anos teria presenciado execução no Los Angeles

Família desconfia de crime passional
| 26/07/2022
- 14:54
‘Mataram meu pai’: Menino de 9 anos teria presenciado execução no Los Angeles
Adriano foi executado na frente de casa - Foto: Henrique Arakaki/Midiamax

A execução de Adriano Ferreira Ocampos, de 34 anos, foi presenciada pelo filho mais velho da vítima, um menino de 9 anos. Adriano foi morto a tiros na porta de casa após ser seguido pelo Los Angeles por dois homens em uma motocicleta, na tarde desta terça-feira (26).

Ainda em choque pela morte de Adriano, a irmã que estava na casa no momento do crime contou ao Midiamax que o irmão mais novo já chegou a ser preso por tráfico de drogas, mas que cumpriu a pena. Agora, ele estava sob monitoramento com tornozeleira eletrônica.

Nesta terça-feira, enquanto o filho caçula de 2 anos estava na escola, Adriano saiu de moto com o filho de 9 anos. A acredita que ele não tinha rixas ou pendências. “Se tivesse com coisa errada, nem ia levar a criança”, afirmou a irmã. O menino teria visto os dois suspeitos seguindo a vítima pelo bairro, segundo uma testemunha.

Ao Midiamax, a irmã contou que assim que Adriano chegou os dois suspeitos na moto pararam ao lado. “Perdeu playboy, perdeu!”, gritaram. Assustada, ela correu com o sobrinho para dentro da casa, mas mesmo assim o menino ainda teria visto o crime. “Mataram meu pai”, gritou após os disparos.

Para a família, Adriano teria relatado uma ameaça que sofreu. Ele estava se relacionando com uma mulher e o ex-marido já teria a ameaçado, dizendo que ela não iria viver com mais ninguém, só com ele. O casal já estaria há mais de dois meses junto.

Uma outra hipótese seria uma briga que Adriano teria ‘comprado’ após o irmão ser agredido. Para se vingar, ele teria também agredido o suspeito. Apesar disso, a família não soube afirmar qual a motivação do assassinato.

Outras duas crianças, filhas da irmã de Adriano, também estavam na casa no momento do crime. Após os disparos, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Polícia Militar foram acionadas, mas a vítima não resistiu e morreu no local.

Polícia Civil e Perícia também foram até a casa e o crime deve ser registrado na delegacia como homicídio simples.

Segunda execução nesta semana

Execução no noroeste
Jovem foi morto no quarto da residência no Noroeste (Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax)

Na segunda-feira (25), um jovem de 19 anos foi executado em casa, no em Campo Grande. No início da tarde três homens invadiram a casa e dispararam diversas vezes contra o jovem, que havia almoçado com a mãe.

Ela estendia roupa no quintal no momento em que os homens entraram. “Tentei segurar eles, impedir, por que eu sabia que estavam atrás do meu filho, mas eles entraram e eu só ouvi os tiros”, contou.

De acordo com o delegado Reges de Almeida da 3° Delegacia de Polícia Civil, o jovem foi assassinado com diversos tiros de duas armas de fogo diferentes. Os disparos atingiram várias partes do corpo e todas as linhas de investigação serão apuradas, segundo ele.

Moradores ainda relataram que o rapaz mora com a mãe e o padrasto. A família chegou minutos antes para o almoço.

Veja também

Últimas notícias