A enfermeira Evandra Morinigo Alves, 44, morreu ao escorregar de um barranco de cinco metros em uma propriedade rural no distrito Bom Fim, na zona rural de , distante 44 km da Capital, nesta sexta-feira (30).

A filha de Evandra, comentou nas que a mãe escorregou e bateu a cabeça no acidente. De acordo com informações, ela estava passando o dia na chácara.

Ela foi encontrada com múltiplas fraturas e hemorragia na região do crânio, de acordo com militares do Corpo de Bombeiros, que foram acionados por volta de 13h30. Evandra trabalhava atualmente na de .

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul, emitiu uma nota lamentando o ocorrido:

O se solidariza com os amigos, familiares e profissionais da Santa Casa de Campo Grande, pelo falecimento da enfermeira, Evandra Morinigo Alves, neste dia 30/12. Todos estão sentidos pela sua perda de forma tão inesperada. Evandra sofreu acidente na chácara em que passava o dia, no município de Jaraguari.

Relatos de colegas de serviço lembravam nas redes sociais, quando Evandra se candidatou para ser voluntária e cuidar de pacientes com Covid na rede hospitalar em que atuava.

“Com todos os medos e riscos você não titubeou e foi lá e sempre esteve lá! Obrigado por tudo e pela parceria de sempre! Você sempre foi uma amiga incrível e sempre me incentivou a fazer o meu melhor!”, publicou.

Atualmente, Evandra trabalhava na Santa Casa de Campo Grande, tendo atuado como professora e trabalhado na Unimed de Campo Grande. Sem sombra de dúvidas, deixou, por onde passou, o seu legado e sua marca como uma grande profissional.