Durante investigação de assassinato, polícia prende suspeitos em casa de festas com armas e drogas

Quatro pessoas foram presas
| 08/06/2022
- 07:23
Durante investigação de assassinato, polícia prende suspeitos em casa de festas com armas e drogas
(Divulgação)

Durante investigações sobre assassinato que ocorreu em Campo Grande, na última segunda-feira (6), policiais do GOI (Grupo de Operações e Investigações) acabaram por prender quatro suspeitos em uma casa de festas.

A prisão aconteceu na terça-feira (7), quando os investigadores receberam a informação de que os suspeitos estavam comemorando o crime. Ao chegarem ao local, encontraram os suspeitos que acabaram presos. No salão de festas ainda foram apreendidos três revólveres, cocaína e balança de precisão.

Execução na Nhanhá

Rafael foi assassinado na madrugada de segunda-feira (6), por volta das 4 horas, no cruzamento da Rua Sol Nascente com Pirineus. Testemunhas acionaram a e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Rafael foi encontrado no chão, com os ferimentos por arma de fogo.

Ele foi atingido por três disparos, nas costas, nádegas e braço e foi socorrido, mas não resistiu. Antes ainda de falecer, os policiais teriam questionado sobre a autoria do crime, ao que Rafael respondeu: “Aqui não posso falar”.

Morto a tiros de pistola

Pedro Henrique foi morto a tiros de pistola, por volta das 22 horas de segunda. Duas pessoas em uma se aproximaram da vítima e, conforme o registro policial, o garupa estava armado com duas pistolas. Ele fez vários disparos que atingiram a vítima.

Equipes da Polícia Civil foram acionadas e recolheram 12 estojos de 380, além de dois projéteis deformados. Corpo de Bombeiros socorreu Pedro, que ainda foi levado para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos.

Veja também

Na Hilux foi encontrada munições, drone e uma autorização da suprema corte da justiça do Paraguai

Últimas notícias