Duas toneladas de resíduos são retirados do Rio Aquidauana durante durante limpeza

A Polícia Militar Ambiental de Aquidauana, vários pescadores profissionais, amadores, empresários, piloteitos, proprietários de pousadas de turismo, veterinários e outros profissionais liberais
| 25/01/2022
- 00:26
Divulgação
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental), Bombeiros, empresários, pescadores e voluntários em 30 barcos e cerca de 100 pessoas realizam limpeza do Rio e retiram duas toneladas de resíduos

A Polícia Militar Ambiental de Aquidauana, vários pescadores profissionais, amadores, empresários, piloteitos, proprietários de pousadas de turismo, veterinários e outros profissionais liberais, funcionários públicos em geral e o corpo de bombeiros se uniram em uma atividade conjunta de limpeza do rio Aquidauana. A atividade foi realizada das 7h00 às 15h00, nos trechos entre a foz do rio Taquaruçu, especialmente nos locais urbanizados até o local conhecido como Baía do Pindó.

Foram 30 embarcações e cerca de 100 pessoas na atividade. Durante o percurso, todos os participantes estavam com coletes salva-vidas, além de máscaras e conseguiram recolher os mais diversos tipos de materiais no leito e margem do rio: foram pneus, garrafas PETs, latas, sacolas plásticas em grande número, tambores, anzóis, redes, dentre outros, totalizando 1.985 Kg. A iniciativa foi montada pelas e foi tão bem sucedida, que os participantes reivindicarão que a atividade seja inserida no calendário oficial do município como uma atividade semestral, ou até que ocorra em um período mais curto.

A intenção é sensibilizar a população da importância de preservar os rios, que são recursos finitos, escassos e esgotáveis e de chamar a atenção para o problema, promovendo a Educação Ambiental, no sentido de diminuir o lançamento de resíduos no rio, bem como a degradação das suas áreas de preservação permanente. O rio Aquidauana extremamente piscoso e é importantíssimo para várias atividades econômicas de vários municípios, dentre elas, a comercial e esportiva que geram renda para milhares de trabalhadores.

Veja também

Em uma semana, três pessoas foram executadas em Campo Grande

Últimas notícias