Conforme a polícia, também havia queijos estragados. Durante a ação, os agentes identificaram que supermercados, mercearias e açougues vendiam carnes de abate clandestino, charque e linguiça que estavam sendo produzidas sem inspeção sanitária.

Só em , cidade turística de MS, foram apreendidas 2,8 toneladas de alimentos. No balcão de um açougue, os agentes encontraram moscas junto às carnes que estavam expostas. Os produtos foram descartados em vala séptica. 

A ação foi realizada pela Decon ( Especializada de Proteção ao Consumidor) em conjunto com a (Departamento de Inspeção e Defesa Agropecuária de Mato Grosso do Sul) e as vigilâncias sanitárias estadual e municipais.

Saiba Mais