A Polícia Civil de Iguatemi a 466 quilômetros de Campo Grande deflagrou na manhã desta sexta-feira (24), a operação Poder de Parada contra o tráfico de drogas. Cinco mandados foram cumpridos, sendo três de prisão preventiva e dois de busca e apreensão.

A investigação teve início no dia 8 de maio deste ano, quando foi preso em flagrante, na cidade de Iguatemi, um homem transportando 340 quilos de maconha, que teria saído da cidade de Paranhos e seria levada para Naviraí. Foi descoberto que outras quatro pessoas estavam envolvidas no crime.

O esquema tinha um financiador que bancava o tráfico, comprando a droga e fornecendo os veículos; outra pessoa era responsável pela arregimentação de motoristas; outra pela logística; e mais uma por fazer o papel de batedor.

Foram expedidos os mandados de prisão para o financiador do esquema, do responsável por contratar os motoristas e do responsável pela logística. O batedor não foi preso. Dois dos alvos já estavam presos, um deles, em decorrência da Operação Nepsis, da Polícia Federal, pelo envolvimento com o contrabando de cigarros. Também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nas residências do financiador e do responsável pela logística.

Nome da operação

O nome da operação faz referência a trecho do diálogo mantido entre os criminosos no aplicativo WhatsApp, no qual falavam da possibilidade de serem presos, contudo, mesmo diante de tal possibilidade, brincavam com a situação dizendo: “Nóis naum para naum KKKK” (SIC).