Carlos Roberto Delci, suspeito de agredir a funcionária de um supermercado da Capital, nãoé delegado da Polícia Civil. A informação é da assessoria de imprensa do órgão. Segundo nota enviada a redação do Midiamax, o boletim de ocorrência n.º 4685/2010 foi registrado no Cepol (Centro especializado de Polícia).

C.R.M. registrou BO contra Delci pelo crime de injúria. Ele teria insultado uma operadora de caixa que exigiu apresentação do documento de identidade para pagamento de compras com cartão do estabelecimento. Irritado, o cliente teria chamado a funcionária de “vagabunda” e atirado um papel nela.

O incidente aconteceu por volta das 16h20 em um supermercado no Jardim dos Estados, quando o estabelecimento estava cheio. De acordo com as informações da vítima, Dalci já é conhecido entres as operadoras de caixa. Ele sempre se recusa a apresentar a identidade para o uso do cartão de crédito.