Corte de El Salvador condena jovem a 50 anos de prisão por aborto

Esta é a primeira vez que é aplicada a pena máxima desde que se proibiu totalmente o aborto no país
| 04/07/2022
- 20:36
Corte de El Salvador condena jovem a 50 anos de prisão por aborto
(Foto: Ilustrativa/Divulgação /Pixabay)

Um tribunal de El Salvador condenou ontem a 50 anos de a jovem Lesly Lisbeth Ramírez, que foi processada por aborto e condenada por homicídio agravado. Esta é a primeira vez que é aplicada a pena máxima desde que se proibiu totalmente o aborto no país.

A organização Grupo Cidadão pela Despenalização do Aborto anunciou que recorrerá da decisão.

A lei salvadorenha penaliza toda forma de aborto e pune tanto as mulheres quanto os médicos que o praticam. Segundo a Procuradoria, a jovem, que mora em uma zona rural, "ocultou a gravidez, teve um parto prematuro em casa", e as investigações mostram que o bebê "morreu de um corte feito com uma branca". (FONTE: ASSOCIATED PRESS)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

No entanto, Ancara afirmou que continuará "defendendo os direitos dos palestinos" apesar da decisão.

Últimas notícias