Vish! Será que os jurados cometeram uma injustiça? Aos olhos de parte do público, sim. É que o reality show campo-grandense “Duelo de Marceneiros” revelou nesta segunda-feira (16) o vencedor do segundo episódio do programa, e o que muita gente temia aconteceu: o participante que fugiu do tema venceu o embate, fato que desagradou quem está acompanhando o reality e também os demais participantes da competição.

Cheio de nuances, o segundo “Duelo de Marceneiros” foi protagonizado por Brendan e Josué, marceneiros de Campo Grande que já tinham uma história do passado. Eles são os únicos no reality que já se conhecem de outros tempos: há alguns anos, Brendan foi gerente da marcenaria onde Josué trabalhava.

Ao ser sorteado para escolher com quem duelar no programa, Brendan não pensou duas vezes e decidiu que seu duelo seria com o ex-funcionário. Por conhecer o trabalho de Josué, o ex-gerente apostou na própria vitória, declarou acreditar ter vantagens sobre o mesmo e disse saber exatamente quais os principais pontos fracos de Josué.

Assim que a dupla a duelar foi definida, o programa sorteou a peça obrigatória que eles precisariam produzir em apenas 3 horas. Conforme o telão, Brendan e Josué deveriam fazer uma banqueta. Até aí, para o público, estava tudo ok. O problema é que, enquanto Josué fez uma banqueta moderna e muito elogiada pelos jurados, inclusive no acabamento, Brendan fez uma cadeira, fugindo completamente do tema.

A banqueta de Josué - (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)
A banqueta de Josué – (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

“Cadeira deveria ser eliminada”

Os próprios jurados Humberto Lopes, Bernardo Costa e Professor José pontuaram a fuga do tema e detonaram Brendan pelo equívoco. Ainda assim, na hora de anunciar o resultado, revelaram que Brendan, mesmo tendo feito uma peça que não foi a exigida, foi escolhido como vencedor da disputa.

Antes mesmo do resultado ser divulgado no episódio desta segunda (16), internautas que assistem ao reality no YouTube já se manifestavam a respeito.

“Josué cumpriu a proposta, uma peça minimalista muito bem feita! Confesso que não entendi o comentário do jurado Meu marido marceneiro (Bernardo Costa), questionando a criatividade. Se pediram uma banqueta, o competidor cumpriu com a proposta. Não pediram um móvel multifuncional”, opinou uma espectadora.

“Se a altura do encosto fosse baixo poderia ser qualificado como banqueta”, “Gostaria de saber se esse profissional que fez uma cadeira ao invés da banqueta sabe a diferença” e “A verdade seja dita: pra uma prova de banqueta, a cadeira teria que ser eliminada, pois fugiu da proposta”, observaram outros fãs do programa.

A banqueta de Josué - (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)
A cadeira de Brendan – (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

Lista de motivos

Houve ainda uma internauta que fez uma lista detalhando o que acredita que seria justo na situação:

“O marceneiro Josué cumpriu todos os requisitos da prova!
*Móvel sorteado foi uma banqueta, ele fabricou uma baqueta, não saiu da proposta.
*Usou a cor do sorteio
*Terminou a prova antes do tempo determinado
*Teve criatividade e personalidade no design do móvel
*Acabamento excelente
*Grau de dificuldade foi super provado que ele conhece e domina a técnica de marcenaria em 45 graus, técnica super difícil de ser executada, mas aplicou seus conhecimentos e os encaixes ficaram perfeitos!
Se o julgamento dos jurados e a competição for justa, ele ganha esse duelo!”, comentou uma internauta.

Josué e sua banqueta - (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)
Josué e sua banqueta – (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

“Injustiçado”

Após o resultado, mais telespectadores decidiram se pronunciar. “Eu não gostei da cadeira do Brendan, ele saiu fora da proposta. Não tem como competir uma cadeira com uma banqueta”, avaliou um seguidor.

“O Josué foi injustiçado na parte de opinião sobre a versatilidade, pois a peça não tinha o que reclamar dela. Mas os dois fizeram um ótimo trabalho, esses dois podiam ir pra final, tiveram qualidade e sabiam vender o próprio produto”, opinou mais um.

Jurados falam em “perfeição”

Em defesa do próprio julgamento, os jurados explicaram porque Brendan foi o escolhido. Nesse caso, a suposta “perfeição” do trabalho do marceneiro fez a fuga do tema não ser desclassificatória. Nos bastidores, a escolha gerou mal-estar e os próprios participantes reclamaram por trás das câmeras. “Então se a prova fosse fazer um abajur e eu entregasse um armário com acabamento perfeito eu também passaria?”, questionou um dos marceneiros.

“Inegavelmente, era uma cadeira e não uma banqueta, mas é porque estava tão bem executado, na minha opinião, que eu não quero parecer injusto na minha decisão, mas acho que não quis perder esse trabalho, porque ele estava num nível diferente”, disse Bernardo Costa sobre seu voto para Brendan.

Brendan e sua cadeira - (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)
Brendan e sua cadeira – (Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax)

“Estamos num programa que se chama Duelo de Marceneiros, então, viemos até aqui pra julgar as peças que são feitas. O que eu acho que é perdoável? Por questão do tempo, da pressão, o cara não se atentou muito e fez uma cadeira, não uma banqueta. Mas, olhando como marceneiro, o produto dele ficou muito bom. Então, pra mim, foi um erro perdoável”, comentou o jurado Humberto Lopes.

“A gente poderia criar uma injustiça se desconsiderasse esse trabalho, esse acabamento perfeito, não podia passar”, complementou Professor José.

O fato é que, apesar do descontentamento de muitos, Brendan venceu o Duelo na opinião dos jurados e Josué foi eliminado da competição. Assista abaixo aos episódios polêmicos:

O duelo:

O resultado:

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.