Dois dias após a morte da cantora Delinha, atores da novela “Pantanal” prestaram uma homenagem póstuma à Dama do Rasqueado nas redes sociais.

Em uma rodinha de viola, assim como aconteceu na trama da Globo, Gabriel Sater, Guito, Marcos Palmeira e Jackson Antunes se reuniram para fazer reverência à Delinha.

“Nossa singela homenagem à Delinha, da dupla Delio e Delinha. Pioneiros da música do MS. Eu e @gabrielsateroficial tocando Marvada! Delinha nos deixou e entrou pra eternidade!! Deus conforte os familiares!”, escreveu o cantor e ator Guito, intérprete de Tibério, nas redes sociais.

Confira abaixo o vídeo dedicado à cantora.

Emoção na novela, dias antes da partida

Um presente, na hora certa, preparado pelo destino. Poucos dias antes de falecer, a cantora Delinha recebeu uma linda homenagem na novela “Pantanal“. A coincidência da “surpresa” ter sido na noite da véspera de sua alta enquanto estava internada em Campo Grande ficou ainda maior após a notícia de seu falecimento nesta quinta-feira (16), feriado de Corpus Christi.

Menos de um mês antes de sua partida, no dia 24 de maio, a novela “Pantanal” exibiu uma cena em que os violeiros Trindade (Gabriel Sater) e Tibério (Guito) cantaram uma canção do ícone sul-mato-grossense: “Malvada”, clássico de Délio e Delinha. Assista:

E que emoção… segundo João Paulo Pompeu, filho da dupla de raiz mais famosa de MS, a mãe estava assistindo à trama no hospital e todo mundo fez questão de comentar com ela sobre a “aparição” sonora na voz de Gabriel Sater e Guito.

“Delinha, sua música na novela, olha lá”, contou João Paulo, sobre os comentários da equipe médica. No dia seguinte, ele visitou a mãe na unidade de saúde, colocou o vídeo da cena para ela assistir novamente e, juntos, os dois se emocionaram. “Ela ficou muito feliz e me disse ‘Pelo menos o que nós fizemos emocionou todo o Brasil e agora todo mundo está conhecendo a música Malvada'”, disse ao MidiaMAIS.

Poucos dias depois, em 16 de junho, a cantora faleceu em casa, enquanto dormia, no bairro Amambaí em Campo Grande.