Ele viu tudo! Conhecido como pai das sucuris em Mato Grosso do Sul, o guia turístico Vilmar Teixeira ficou sabendo que uma de suas protegidas sucuris foi comida por um jacaré em uma fazenda de Miranda. Ao ver a foto do guia Edir Alves, Vilmar se manifestou e até desafiou o jacaré “assassino”.

“Ele pega a Notaeus, quero ver ele pegar Murinus”, disparou o homem, que também é chamado de “Velho do Rio da vida real”. O comentário fez referência às espécies de sucuri: a sucuri-amarela, vítima do jacaré, tem nome científico de Eunectes notaeus, enquanto as sucuris-verdes são as Eunectes murinus.

A comparação se deve ao tamanho: as amarelas são biologicamente menores que as verdes. O tamanho comum de uma Eunectes notaeus é de aproximadamente 2,5 metros, além delas serem bem mais finas que as murinus, que medem aproximadamente 4 metros, também são muito mais grossas.

Por isso o desafio, já que Vilmar considera mais fácil atacar uma sucuri-amarela do que uma sucuri-verde. A região onde ele vive, em Bonito, é uma reserva de sucuris-verdes e seu objetivo é ajudar a preservá-las.

Veja a imagem da sucuri-amarela sendo devorada por um jacaré:

A foto rendeu diversos comentários sobre o mundo animal. “Tá um verdadeiro UFC esse pantanal nosso. A natureza é fantástica! Belo registro!”, brincou um internauta. “Acho que deu ruim para a dona sucuri. Agora, acho que se o jacaré abrir a boca para dar mais uma abocanhada, acho que a sucuri escapa”, escreveu outro.

Clique raro de sucuri virando comida

Encontrar ou registrar uma sucuri sendo devorada por algum animal é um evento raríssimo. O comum e até corriqueiro é se deparar com imagens que mostram sucuris devorando as mais variadas espécies: capivaras, gralhas, catetos, galinhas, cachorros, jacarés e até outras sucuris, já que elas podem ser canibais. Mas, parece que o jogo virou, não é mesmo?

Esta semana o guia local Edir Alves, que também é fotógrafo nas horas vagas, conseguiu captar o momento exato em que um jacaré se alimentava de uma sucuri, no pantanal sul, em Miranda. O flagra aconteceu na Fazenda San Francisco Pantanal, onde ele trabalha como guia em Mato Grosso do Sul.

Edir também ficou impressionado com a situação inusitada no bioma. “E agora? Anaconda x Jacaré! Ao meu ver, deu ruim pra sucuri. Famoso boca a boca”, disse o guia, ao publicar o registro em suas redes sociais.

Ver uma sucuri sendo alimento para outro animal é tão incomum que Edir tem uma teoria para o fato. Quem diria que um “erro de matemática” poderia fazer uma majestosa do pantanal virar alimento. “Acho que ela calculou mal o tamanho da presa”: e acabou se dando mal, acredita Edir.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente ou quer comentar a história acima? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.