A proposta aprovada na Câmara dos Deputados prevê que lucros e dividendos pagarão 15% de na fonte. Já o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ), pelo projeto, será reduzido de 15% para 8%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.