Secretaria de Saúde faz reunião para solucionar superlotação da ortopedia da Santa Casa

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) realizou uma reunião na manhã desta quarta-feira (13) uma reunião para buscar uma solução para a superlotação do setor de traumato-ortopedia da Santa Casa de Casa. O setor foi fechado por pelo menos 24 horas por conta da superlotação e os pacientes tiveram que ser encaminhados para outros hospitais. […]
| 13/08/2014
- 21:57
Secretaria de Saúde faz reunião para solucionar superlotação da ortopedia da Santa Casa

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) realizou uma reunião na manhã desta quarta-feira (13) uma reunião para buscar uma solução para a superlotação do setor de traumato-ortopedia da Santa Casa de Casa. O setor foi fechado por pelo menos 24 horas por conta da superlotação e os pacientes tiveram que ser encaminhados para outros hospitais.

A Sesau classificou a superlotação da Santa Casa como uma situação ‘sui generis’ agravada pelos acidentes do fim de semana.  Participaram da reunião o secretário municipal de saúde, a Santa Casa, o Cem (Centro Especializado Municipal Jânio Quadros) e o Hospital do Pênfigo. O Hospital Universitário também foi convidado, mas segundo a Sesau, não compareceu.

De acordo com a Sesau, a Santa Casa comunicou na noite da terça-feira (12) ao secretário de saúde Jamal Salem e ao Ministério Público Estadual que iria paralisar o setor de traumato-ortopedia por 24 horas, por conta da superlotação. Eram 42 leitos que estavam superlotados e que seriam necessárias pelo menos 24 horas para desafogar e continuar recebendo os pacientes.

Na reunião ficou definido que o Hospital do Pênfigo faria atendimentos ortopédicos de baixa e média complexidade. O número de atendimentos passaria de seis para nove cirurgias. A Sesau afirmou que o Hospital Universitário foi convocado, mas não foi à reunião. A expectativa seria de que o hospital realizasse atendimentos de alta complexidade.

A Santa Casa informou que o setor nunca havia sido fechado e que o fechamento pode durar até 48 horas.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias