Veruska de Queiroz, 29 anos, funcionária do Frigorífico Navi Carne, na cidade de Rochedo (50 km de Campo Grande), morreu eletrocutada na tarde desta quinta-feira (16), quando fazia o serviço de limpeza no setor de produção. A funcionária que trabalhava há dez meses no no local deixa dois filhos.

De acordo com o Sindmassa-MS (Sindicato Intermunicipal dos Empregados Vinculados nas Indústrias de Fabricação de Massas Alimentícias), Veruska limpava um dos setores de produção quando encostou num fio que estava descascado, momento em que levou um choque de alta voltagem.

A funcionária chegou a ser encaminhada ao Posto de Saúde da cidade, mas não suportou e morreu no local. O frigorífico emprega em torno de 350 trabalhadores e abate diariamente em torno de 500 bois.