Cerca de dez pessoas renderam e sequestraram policiais militares nesta madrugada em Antônio João. O grupo ainda trocou tiros com a Polícia Civil e explodiu cofre de banco da cidade.

Um grupo de cerca de 10 pessoas rendeu e sequestrou dois policiais militares que estavam de plantão no pelotão de Antonio João, a 402 quilômetros de Campo Grande. A ação criminosa aconteceu na madrugada deste sábado (30). De acordo com a Polícia Militar, os dois policiais foram colocados no camburão da viatura da PM e levados para um banco da cidade. Os bandidos teriam ido direto ao cofre da agência bancária que foi explodido. Na fuga, os criminosos ainda trocaram tiros com um policial civil.

Conforme a PM, os criminosos chegaram ao pelotão fortemente armados com fuzis, capuz e colete a prova de balas. Eles agrediram com chutes e coronhadas os dois militares, que foram imobilizados e algemados. Durante as agressões, os bandidos questionaram os policiais sobre o sistema de segurança da cidade e sobre a delegacia de Polícia Civil, que fica ao lado do pelotão da PM.

Os bandidos roubaram as armas que estavam no pelotão, os celulares e dinheiro dos militares. Eles foram colocados no camburão da viatura e levados para uma agência do Banco Bradesco. No local, os criminosos utilizaram explosivos para tentar abrir o cofre central do banco.

Ainda segundo a PM, assim que quebraram a porta de vidro do banco, o alarme foi acionado e foi feita uma chamada para o pelotão da PM, como ninguém atendeu, a Polícia Civil foi acionada. Um investigador da Polícia Civil pegou uma viatura e foi até o banco. Chegando ao banco, elefoi recebido a tiros pelos bandidos. O policial acionou reforços de Ponta Porã e os bandidos desistiram do roubo, fugindo sem levar o dinheiro. Antes de fugir, eles ainda atiraram contra o camburão onde estavam os dois policiais militares.

Conforme a PM, durante a fuga, os bandidos espalharam pregos pela estrada para dificultar o trabalho da polícia.