A programação do Bonito Blues e Jazz Festival que será realizado na Capital Brasileira do Ecoturismo Brasileiro, nos dias 14, 15 e 16 de novembro, além de trazer artistas consagrados dos dois gêneros musicais no cenário nacional e até mesmo uma atração internacional, bem como os maiores talentos aqui do Estado, vai apresentar uma grata surpresa para quem for ao evento. Trata-se do Simão Gandhy Trio de Dourados, que vai tocar na primeira noite do festival (dia 14).

A novidade que promete conquistar a galera em Bonito tem agradado e muito o público por ocasião dos seus shows recentes. Após anos de estudos no Conservatório Souza, Simão Gandhy surpreende pela sua versatilidade musical. Já tocou desde a Orquestra de Guitarras Souza Lima as mais diversas bandas que vão do Soul Funk da banda Soul Brothers e Mo’jive(São Paulo-SP) a MPB de Giani Torres(Dourados-MS), o fato de acompanhar cantores que transitam do Pop Rock ao Reggae passando pelo Samba Rock, acabou fazendo com que o jovem músico, adquirisse uma bagagem considerável, o que pôde ser comprovado nas suas apresentações. Em suas rotinas de estudo Simão Gandhy descobriu o fraseado de choro do mestre Pixinguinha e decidiu a partir daí, criar arranjos mais modernos que mantivessem a melodia original das músicas que agora tem como fio condutor a guitarra. A paixão pelo Blues e o Funk continuam presentes em seu repertório em versões instrumentais de clássicos dos Beatles e Tom Jobim, passando também por outras lendas da musica brasileira. No show de Bonito, Simão será acompanhado do baixista Régis Braga e o baterista Thiago Barros, dois músicos douradenses que toparam essa difícil empreitada.

O empresário e produtor cultural, Afonso Rodrigues, o Afonsinho, que já teve a oportunidade de ver de perto o músico Simão Gandhy, disse que ele possui muito talento e certamente vai conquistar o público por ocasião de sua apresentação no Bonito Blues e Jazz Festival. “Temos que dar oportunidade para os novos talentos que estão surgindo no Estado e o Simão é um deles. Poder ter certeza que o seu show vai agradar e muito”, disse Afonsinho.

Muita expectativa

Faltando menos de um mês para a realização do Bonito Blues e Jazz Festival, evento que conta com o decisivo apoio do Governo do Estado através do FICMS, a promoção tem gerado intensa expectativa não só aqui no Estado mas como em boa parte do país, como pode ser comprovado através de uma extensa matéria publicada no site da famosa revista de circulação nacional. Whiplash (o site é um dos mais visitados do Brasil em se tratando de música), entre outras publicações nacionais. Além disso, a mídia estadual tem dado ampla cobertura ao evento e tudo leva a crer que a presença de público no festival será a maior possível. Caravanas de várias cidades de Mato Grosso do Sul e de diveras regiões do país, deverão se fazer presente no festival.

Numa constatação da imensa aceitação que o Bonito Blues e Jazz Festival vem tendo e do visível crescimento que o blues vem tendo aqui no Estado, o site Campo Grande News ( site de maior aceitação junto ao público da região Centro-Oeste, segundo recente pesquisa), trouxe essa semana uma interessante matéria sobre o fato do músico Luis Henrique ter feito uma página no Facebook para lembrar de um dos “mestres”, o blueseiro José Boaventura, que faleceu em 2005 e será homenageado pelo Bonito Blues e Jazz Festival.

“No meu contato diário com os fãs de blues daqui, percebi que muitas pessoas ainda não conhecem o trabalho dele e apenas ouviram falar do primeiro artista a lançar oficialmente um álbum de blues em Mato Grosso do Sul”, lembrou Luis. É nesse clima de merecidas homenagens e lembranças, que de 14 a 16 de novembro, haverá o primeiro Festival de Blues e Jazz de Bonito e para dar boas vindas ao evento, que deve ser atual, a primeira edição vai homenagear José Boa Ventura.
“Fã do som dele, Afonso Rodrigues Júnior, organizador do festival, conta que além da homenagem, uma banda formada por blueseiros de Campo Grande vai tocar seis músicas de Boaventura, todas escolhidas pela própria família”,