O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul oficializou nesta segunda-feira (16) a instituição do Fundo Estadual de Terras Indígenas (Fepati), com valor de receita de até R$ 200 milhões.

Segundo a lei 4.450, de 13 de dezembro de 2013, o Fepati ficará vinculado à Secretaria do Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio, e do Turismo, objetivando a captação de recursos para apoio técnico e assistencial aos proprietários rurais e comunidades indígenas.

Ficam autorizadas, atendendo ao disposto no inciso VI do art. 62 da Constituição Estadual, as doações das áreas destinadas às comunidades indígenas para a União, adquiridas com recursos provenientes do Fundo.

Com a nova redação da lei 4.164, de 7 de fevereiro de 2012, o Poder Executivo fica autorizado a abrir crédito orçamentário até o limite de R$ 200 milhões destinados à implementação do Fundo.