Alguns ex-jogadores do Misto de Três Lagoas foram na manhã desta terça-feira (9), na Câmara Municipal da cidade para expor aos vereadores e a população a insatisfação pelos três meses trabalhados, sem receber.

Os jogadores que fizeram parte do elenco até algumas semanas atrás ainda protestam por não terem tido a rescisão feita na carteira de trabalho. Um deles, inclusive, teria vindo de fora da cidade.

Posição dos vereadores

A denúncia foi feita pelo vereador Jorginho do Gás (PSDB), que foi um dos dois, somando-se a Vera Helena (PMDB), que abstiveram o voto quanto ao repasse de 60 mil dos cofres públicos ao time de futebol.

O vereador Jorge Martinho (PMDB) que pediu parte da palavra aproveitou para atacar a prefeitura: “Cabe a prefeitura fiscalizar os gastos do Misto”.

O vereador Fernando Milan, também pediu sua parte para alertar: “É preciso verificar, se o dinheiro de salário estiver sendo retido, é crime. Crime passível de ser punido.”