O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), retirou o projeto de Lei 7.052/11, barrado na Câmara Municipal de Campo Grande na semana passada. O projeto extinguia cargos de fisioterapia, terapia ocupacional, técnico de desporto e psicólogo, englobando tudo na categoria servidor público de saúde.

Como causou muita polêmica entre os vereadores, Nelsinho desistiu da ideia. A informação foi repassada na manhã deste sábado (20) durante reunião do DEM, em Campo Grande.

“Eu não estou mais em tempo de criar confusão. Já chega as que eu tenho. O Plano de Carreiras, Cargos e Salários veio para corrigir estas distorções. A intenção desta lei não foi para corrigir nada, foi sim para criar vagas do próximo concurso.”, justificou .

O prefeito explica que a mudança atende Segundo Trad, a mudança atende a uma lei federal, criada para se adequar a vagas no próximo concurso da Prefeitura Municipal. Ele comenta que a celeuma que gerou já foi resolvida em razão dos vereadores entenderem as razões da mudança.