Argentina, Peru, Costa Rica e Uruguai são os países latino-americanos que registraram o maior número de denúncias por violência dentro das escolas, segundo pesquisa da Cide (Corporação Internacional para o Desenvolvimento Educativo) divulgada nesta quinta-feira (18).

De acordo com o estudo, cerca de 37% dos estudantes argentinos afirmaram já terem recebido algum tipo de insulto ou ameaça. Peru (34,39%), Costa Rica (33,16%) e Uruguai (31,07%), são os outros principais nomes desta lista.

Os argentinos também aparecem em primeiro lugar no quesito maltrato físico, já que 23,45% de seus alunos afirmaram já terem sido vítimas de comportamentos agressivos nas salas de aula. Em segundo lugar estão os equatorianos, onde 21,91% da população estudantil denunciou agressões.

A pesquisa consultou aproximadamente 91 mil alunos das sextas séries de quase três mil escolas primárias de 16 países da América Latina.