Moka convoca filiados para votação nas prévias

O deputado federal Moka acredita que sairá vencedor da disputa interna do PMDB, que escolherá o candidato do partido para disputar uma das duas vagas ao Senado em 2010. A votação acontece neste domingo, dia 7, das 9 às 16 horas em todo o Estado.    Moka deverá votar entre 9h e 9h30, no Colégio Joaquim Murtinho, […]
| 05/03/2010
- 23:28
Moka convoca filiados para votação nas prévias

O deputado federal Moka acredita que sairá vencedor da disputa interna do PMDB, que escolherá o candidato do partido para disputar uma das duas vagas ao Senado em 2010. A votação acontece neste domingo, dia 7, das 9 às 16 horas em todo o Estado

 

Moka deverá votar entre 9h e 9h30, no Colégio Joaquim Murtinho, em Campo Grande. Nas demais cidades, a votação ocorrerá nas câmaras de vereadores.

 

O deputado diz que a participação dos peemedebistas no processo das eleições primárias tem sido elogiável. “Os filiados estão envolvidos no processo e acredito muito que eles vão levar em conta minha trajetória política dentro do PMDB e as chances de cada candidato para sair das prévias em condições de ganhar a vaga para o Senado”, destaca.

 

Moka afirma que o fato de estar no seu sétimo mandato seguido e a votação crescente que tem recebido a cada eleição, desde 1981, quando se elegeu vereador em Campo Grande, o credenciam a disputar a vaga pelo PMDB.

 

“Tenho ótima densidade eleitoral, sou comprometido com a história do meu partido, fiel aos companheiros e apoio dos filiados, do mais humilde ao mais graduado politicamente”, observa.

 

Ao comentar sobre o período em que comandou o PMDB no Estado, o deputado explica que pegou o partido com no máximo 11 prefeitos e deixou a presidência com 27 prefeitos, sete deputados estaduais, quatro deputados federais e um senador.

 

“Ajudei a reconstruir a agremiação no Estado, que começou com a eleição do Juvêncio César da Fonseca para prefeito de Campo Grande, da qual fui coordenador. Também coordenei as campanhas do André (para prefeito da Capital e para o Governo)”, relata.

 

Moka afirma que fez uma campanha de alto nível, limpa e propositiva, respeitando seu adversário das prévias. “Todos conhecem meu modo de agir. Disputei e venci sete eleições, sempre com a mesma conduta: a de jogar limpo, ser leal e verdadeiro com os companheiros e eleitores”, argumenta.

Últimas notícias