O CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro) fechou a lista de convocações para os Jogos Parapan-Americanos de Santiago 2023, nesta terça-feira (10), e dentre a lista dos 322 atletas convocados,14 são de Mato Grosso do Sul.

Das 17 modalidades, os sul-mato-grossenses vão participar de três delas: Atletismo, Badminton e Futebol PC. Os jogos acontecem entre 17 e 26 de outubro. A convocação da Seleção Brasileira que irá aos Jogos Parapan-Americanos foi realizada ao longo de três semanas.

O atletismo é a modalidade com maior número de convocados (60), sendo 21 homens e 17 mulheres. Seis sul-mato-grossenses vão tentar as medalhas no atletismo, incluindo o medalhista olímpico, Yeltsin Jacques.

Além dele, Davi Wilker de Souza e Fabrício Júnior Barros Ferreira, da Associação Paradesportiva de Integração Naurú, Paulo Henrique Andrade dos Reis, do Sesi São Paulo, Silvania Costa de Oliveira, da Associação Desportiva São Bernardo, e Edelson de Avila Almeida (sem clube) também disputam a modalidade.

No Badminton, o três-lagoense Yuki Roberto Rodrigues, do Sesi São Paulo, foi convocado. Ao todo, 31 atletas foram convocados, mais a equipe técnica e médica e treinadores.

No Futebol PC, são seis atletas e mais um auxiliar técnico de Mato Grosso do Sul:

  • Bruno da Silva Ayva – Associação Mobilizadora das Pessoas com Deficiência
  • Heitor Luiz Ramires Camposano – Centro Arco-íris de Reabilitação Alternativo
  • Jefferson Luiz da Silva – Centro Arco-íris de Reabilitação Alternativo
  • Leonardo Giovani Morais – Club de Regatas Vasco da Gama
  • Matheus Aparecido Cardoso de Souza – Centro Arco-íris de Reabilitação Alternativa
  • (Auxiliar técnico) Marcos dos Santos Ferreira – Centro Arco-íris de Reabilitação Alternativa
  • Moacir Fernando Silva Matos – Time Caira

Desde 2007, quando a competição passou a ser realizada na mesma sede dos Jogos Pan-Americanos (tal qual ocorre nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos), os atletas brasileiros não conhecem outro resultado que não seja o primeiro lugar no quadro geral de medalhas. Foi assim no Rio 2007, em Guadalajara 2011, Toronto 2015 e Lima 2019.

Neste último, o Brasil entrou para história com recorde de conquistas. A delegação brasileira chegou à inédita marca de 308 medalhas, entre as quais 124 de ouro, 99 de prata e 85 de bronze. Nunca nenhum país somou tantas vitórias em uma única edição de Parapan.