Mato Grosso do Sul brilhou na etapa regional 2 das Paralimpíadas Escolares 2023, realizada em (DF), no último fim de semana. Os atletas sul-mato-grossenses conquistaram 105 medalhas (63 ouros, 29 pratas e 13 bronzes) no total, desempenho que colocou o Estado na segunda colocação geral.

A competição na capital federal contou com provas de atletismo, bocha e natação, com a participação de 530 estudantes-atletas na faixa etária de 12 a 18 anos, com deficiências física, intelectual e visual.

Na classificação final, ficou com o título e Goiás fechou a competição em terceiro.

Mais nove unidades federativas participaram da etapa na capital federal: Distrito Federal (4º), Rondônia (5º), Mato Grosso (6º), Amazonas (7º), Tocantins (8º), Roraima (9º), Bahia (10º), (11º) e Piauí (12º).

Por modalidade, Mato Grosso do Sul sagrou-se campeão na bocha, com 43 pontos. O atletismo sul-mato-grossense encerrou as Paralimpíadas em segundo lugar, com 1.104 de pontuação. Já na natação, o Estado terminou na quarta posição, somando 218 pontos.

Por um pódio, Mato Grosso do Sul não repetiu o feito da edição 2022, quando assegurou 106 medalhas (52 de ouro, 30 de prata e 24 de bronze) e ficou em terceiro lugar geral.

Em , a seleção sul-mato-grossense foi composta por atletas de dez municípios.

Os melhores atletas da etapa regional garantiram vaga à fase final das Paralimpíadas Escolares, tradicionalmente realizada no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. Neste ano, o evento na capital paulista será de 27 de novembro a 2 de dezembro.

Além da regional 2 na capital federal, mais duas organizadas pelo CPB. A regional 1, com sede em Belém este ano, tem a participação do Pará, Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Sergipe, Alagoas e Amapá. Já a 3, em São Paulo, é composta pelo Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.