Neymar voltou a ser assunto no Barcelona. Mas não da maneira que gostaria. Disposto a tirar o jogador do Paris Saint-Germain, onde ficou sem clima para continuar após se indispor com torcedores franceses, agentes do brasileiro teriam tentado acordo para um retorno à Espanha já neste janela de transferência, mas o clube catalão acabou descartando a contratação. E u dos motivos seria a possibilidade de o astro “incendiar o vestiário.”

De acordo com o jornal Mundo Deportivo, são dois os motivos que pesam para a não contratação de Neymar nesta janela após frustração com a ida de Messi para o Inter Miami, dos Estados Unidos: o Fair Play Financeiro e uma grande possibilidade de o brasileiro conturbar o vestiário do clube.

O agente Pini Zahavi é quem estaria tentando achar um novo clube para Neymar e sua intenção era de convencer o Barcelona que o brasileiro ainda poderia render no mesmo alto nível da primeira passagem, quando conquistou a Liga dos Campeões. Ocorre que os catalães estão com o teto de gastos no limite e até abrindo mão de peças para inscrever os novos reforços.

A informação, porém, é que as portas do Barcelona estão fechadas para Neymar no momento e dificilmente se abrirão no futuro por causa de sua relação nada amistosa com o clube. Vítor Roque, contratado por uma fortuna do Athletico-PR, é considerado a nova esperança da equipe de Xavi, que vai aguardar o início de 2024 para tê-lo como um das principais estrelas.

O Barcelona retornou às atividades nesta segunda-feira pela manhã, na Ciutat Esportiva, com o elenco submetido a exames médicos. À tarde, os 26 jogadores que se apresentaram iniciaram os testes físicos da pré-temporada. O técnico Xavi promoveu 12 garotos do Barça Atlètic e do Juvenil A.

Dos atuais reforços, Iñigo Martínez será apresentado na quinta-feira e o alemão Gündogan, trazido do Manchester City para comandar o meio-campo de Xavi, chega no dia 17. O clube fará uma excursão pelos Estados Unidos antes da estreia oficial na temporada.