Cotidiano / Emprego & Concurso

Concurso público com 250 vagas para perito criminal e perito Médico-Legista em MS é autorizado

Foi autorizado nesta quarta-feira (3) a realização de concurso público com 250 vagas para provimento de cargos das categorias funcionais de Perito Papiloscopista, de Agente de Polícia Científica e de Perito Oficial Forense. Segundo publicação no Diário Oficial do Estado, o concurso público é para as funções de Perito Criminal e de Perito Médico-Legista, do […]

Renata Volpe Publicado em 03/03/2021, às 07h50 - Atualizado às 08h24

Delegacia-Geral da Polícia Civil (DGPC), em Campo Grande. Divulgação
Delegacia-Geral da Polícia Civil (DGPC), em Campo Grande. Divulgação - Delegacia-Geral da Polícia Civil (DGPC), em Campo Grande. Divulgação

Foi autorizado nesta quarta-feira (3) a realização de concurso público com 250 vagas para provimento de cargos das categorias funcionais de Perito Papiloscopista, de Agente de Polícia Científica e de Perito Oficial Forense.

Segundo publicação no Diário Oficial do Estado, o concurso público é para as funções de Perito Criminal e de Perito Médico-Legista, do Quadro de Pessoal da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul.

Serão 38 vagas para perito papiloscopista; 100 vagas para agente de polícia científica; 67 vagas para perito oficial e 45 vagas para perito médico-legista.

Sendo assim, cabe à Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização, em conjunto com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, a realização do Concurso Público, estabelecendo as normas e os procedimentos para o recrutamento e a seleção dos candidatos, observados os dispositivos da legislação vigente. 

Ainda serão lançados os editais específicos para estabelecer as atribuições das Comissões Organizadoras dos Concursos Públicos e informar as fases e os requisitos para aprovação em cada uma delas, as modalidades das provas, seus conteúdos e forma de avaliação, requisitos legais para a investidura nos cargos e funções, e o prazo de validade do Concurso Público. 

O decreto tem assinatura do governador Reinaldo Azambuja, da secretária de Administração, Ana Carolina Araújo Nardes e do secretário de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira.

Jornal Midiamax