Cotidiano / Economia

Brinde ameaçado: aquecimento global deve acabar com estoque de cerveja no mundo

Pesquisa revela que fenômenos climáticos contemporâneos podem acabar com os estoques de cerveja no mundo. O estudo foi divulgado nesta segunda-feira (15) pela revista Nature Plants. A conclusão dos cientistas é que o aumento das secas e ondar de calor, agravadas pelo aquecimento global, trará declínio nas produções de cevada, principal ingrediente da cerveja. O […]

João Victor Reis Publicado em 15/10/2018, às 15h58 - Atualizado em 16/10/2018, às 09h21

Produtividade pode cair cerca de 17%
Produtividade pode cair cerca de 17% - Produtividade pode cair cerca de 17%

Pesquisa revela que fenômenos climáticos contemporâneos podem acabar com os estoques de cerveja no mundo. O estudo foi divulgado nesta segunda-feira (15) pela revista Nature Plants.

A conclusão dos cientistas é que o aumento das secas e ondar de calor, agravadas pelo aquecimento global, trará declínio nas produções de cevada, principal ingrediente da cerveja. O impacto será ainda maior se as emissões de carbono continuarem no nível atual.

Segundo a reportagem da a BBC, a perda de produtividade pode chegar a 17%. As consequências serão o preço da cerveja dobrar ou triplicar em alguns locais do mundo. De acordo com a pesquisa, apesar dessa previsão não ser a mais preocupante do aquecimento global causado pelo homem, a oferta e acessibilidade econômica da cerveja pode estar ameaçada.

O estudo foi realizado por cientistas da Universidade da Califórnia, da Universidade Chinesa de Pequim, da Academia Chinesa de Ciências Agrícolas, do Centro Internacional Mexicano para Melhorias do Milho e do Trigo e da universidade de East Anglia (Inglaterra).

De acordo com a reportagem, o principal objetivo do estudo é mostrar como as mudanças climáticas poderão afetar o dia a dia das pessoas e a qualidade de vida delas.

Jornal Midiamax