Licença foi dada nesta segunda

 

A Prefeitura de , a 350 quilômetros de Campo Grande, recebeu nesta segunda-feira (30) licença prévia do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) para a implantação do Polo Industrial Arara Azul. A área contará com 100 hectares e uma área têxtil e uma metalúrgica já estão confirmados.

Estiveram em reunião nesta manhã o secretário da pasta e diretor-presidente do Imasul, Jaime Verruck, o secretário adjunto da Semade (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico), e Ricardo Senna, e o prefeito Jorge Justino Diogo.

Verruck comentou que a constituição de distritos industriais, tais como o de Brasilândia, está prevista no plano de desenvolvimento econômico do estado com direcionamento à atração de novos investimentos, além de estimular a competitividade das empresas em MS. “A ideia é de fato incentivar a criação de núcleos industriais nos municípios e, dessa maneira, agora estamos entregando a licença prévia à Brasilândia, ou seja, abrindo precedente para a instalação de mais empreendimentos na região”, afirmou.

Jorge Justino Diogo adiantou que o município já possui políticas de incentivos fiscais, através de um programa de desenvolvimento econômico que conta com a doação de áreas prontas para a construção, isenção de IPTU por 10 anos e 100% do ISS da obra, em conformidade com a legislação vigente.

Dois empreendimentos já foram sinalizados para instalação no núcleo industrial: um na área têxtil e uma metalúrgica. “Ainda serão discutidos os incentivos fiscais estaduais para esses empreendimentos. A partir da concessão da licença prévia desse núcleo, a Semade, em consonância com a política de atração de investimentos do estado, coloca Brasilândia como um dos municípios disponíveis para receber investimentos”, explicou o secretário Jaime Verruck.