Aguardado por moradores da região desde 2017, quando foi anunciado pela primeira vez, o início das obras de um center da região das Moreninhas, em , depende da obtenção de poucas licenças e tem previsão de inauguração já para 2025.

Para falar a verdade, o empreendimento que será erguido e comandado pelo grupo Costa Hirota não fica bem nas Moreninhas, mas na Vila Cidade Morena – ponto estratégico da cidade que dá acesso a diversos bairros. Ficará bem na Avenida Gury Marques com a Avenida dos Cafezais.

E já tem nome: Shopping Cidade Morena, em alusão ao verdadeiro bairro, apesar da “fama antiga” de que seria nas Moreninhas. Segundo a organização, 20 das 150 lojas já estão confirmadas, dentre elas, bares, restaurantes, lojas de departamento nacionais e até estão previstos (confira os detalhes no final da reportagem).

A escolha do investimento na região não foi à toa. No último dia 17, série do Jornal Midiamax apresentou o pioneirismo das Moreninhas no desenvolvimento do comércio periférico de Campo Grande, além do potencial da Avenida dos Cafezais. A aposta do grupo, portanto, é justamente no quadrante que, mesmo afastado do grande centro comercial de Campo Grande, também é um dos que mais tem se desenvolvido na última década.

Shopping Cidade Morena, nas Moreninhas, tem previsão de inauguração em 2025 | Imagem: reprodução

Potencial econômico das Moreninhas chamou atenção

O crescimento e a força econômica que gira na região chamou atenção de investidores, que garantem enfim a chegada de um shopping center na Avenida Gury Marques. Em entrevista exclusiva ao Jornal Midiamax, o superintendente do projeto, Carmello Moidim, contou que há 7 anos o centro varejista começou a ser pensado e se surpreendeu quando conheceu as Moreninhas.

Carmello Moidim, superintendente do Shopping Cidade Morena | Foto: Nathalia Alcântara, Midiamax

“Por uma necessidade profissional eu fui conhecer a região. E quando eu entrei no bairro eu me assustei, no bom sentido. Você vê um bairro onde tem agências bancárias, lotérica, correios, franquias, isso é diferente. É uma região pulsante. Enxergando essa potencialidade, sacramentamos o projeto”, afirmou o gestor, que atua há mais de 20 anos no mercado.

Inicialmente previsto para ser construído propriamente no Bairro das Moreninhas — inclusive chamado antes de Shopping Moreninhas — o planejamento precisou de adequações após as análises dos investidores. Talvez por isso a tal ‘demora' considerada pelos moradores.

Isso porque o projeto sairia do papel em terreno na Rua Ipamerim, ao lado do Banco do Brasil, nas Moreninhas. Todavia, publicação oficial de setembro de 2021 revelou que a requisição de licença ambiental à Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) para o empreendimento seria em outra localidade, mas bem próximo do local original, na Vila Cidade Morena.

“As Moreninhas são o grande pulsador do local, mas quando está no bairro, acaba se limitando. Fomos analisar áreas e por questão de visibilidade, optamos pelo terreno [na Gury Marques]. E começamos tudo de novo o projeto”, relatou. 

Rua Ipamerim é porta de entrada para centro comercial das Moreninhas | Foto: Nathalia Alcântara, Midiamax

Além disso, com um terço da população campo-grandense concentrada na região, moradores somente tinham acesso a um shopping a mais de 10 km, sendo este fator foi primordial para a idealização do centro varejista aos moradores. 

“Sabemos que é uma região desassistida de um equipamento de varejo. Campo Grande tem 4 shoppings, sendo dois na região central e um que fica a 26 km. Os moradores dessa região, quando querem um equipamento de varejo e lazer, precisam se deslocar nessa proporção. Como a região está crescendo muito, daqui a uns anos ficará muito difícil esse deslocamento. Então ter um equipamento na região agregará aos moradores”, afirma.

Detalhes do Shopping

O Shopping Cidade Morena — que teve nome cravado pelo apelido da Capital e também por ter relação com a denominação do bairro — já tem 20 lojas confirmadas. No total, serão 150 lojas, algumas de grande renome nacional.

Carmello conta que as negociações para fechar as parcerias com as lojas começaram em outubro de 2022 e seguem acontecendo junto à gestão comercial. Lojas de departamento, restaurantes, loja de cosméticos, acessórios, cinema e boliche contemplam o shopping.

Das lojas âncoras estão confirmadas o Fort Atacadista — que já está em funcionamento — a Avenida, Stilo A e nomes ainda em negociação como Renner, Pernambucanas e C&A. A organização também confirmou cinco salas de cinema com sessões administradas pelo Grupo Cine, que tem cinemas em diversos estados do país como e Santa Catarina.

Sala de cinema convencional do Grupo Cine, que vai ter 5 salas de sessão no Shopping Cidade Morena | Foto: reprodução/TropAdvisor

Conforme o projeto que o Midiamax teve acesso com exclusividade, as salas de cinema ficarão em piso superior, junto a outros 4 restaurantes e, possivelmente, o boliche. O detalhe informado à reportagem é que o projeto trará um deck e um rooftop (que significa ‘no terraço') que abrigará um bar/choperia, além dos restaurantes de acessos externos, que poderão ficar abertos após às 22h.

As demais lojas – que serão 4 âncoras, 10 megalojas, 20 fast-foods e 111 lojas satélites – ficarão no piso térreo. E uma das grandes novidades do shopping será a disponibilidade de uma clínica médica com diversas especialidades aos moradores.

As lojas confirmadas são: O Campeiro churrascaria, Griletto, Montana Grill, JinJin comida asiática, Steffen's, Croasonho, Pink Make's, Nova Era Capas, Greffe Bike, BM Capas e Acessórios, Cacau Show, Germânia, Nova Era Store, Patroni, Polo Play, Empório de Comidas.

A praça de alimentação terá 1,5 mil lugares, estacionamento com 860 vagas, play-center, praça de eventos.

“Queremos muito focar em shows, corridas, passeio de bicicleta, encontro de motos, etc. Temos a preocupação de ter um mix de lojas bacanas, de ter uma choperia que vai funcionar até mais tarde com esse acesso externo. Teremos duas áreas externas, com restaurantes voltados para o estacionamento. Tudo isso é pensado e estudado para que efetivamente possamos entregar para o público local tudo aquilo que eles esperam há tanto tempo. Independente de qualquer coisa, o shopping vai sair”, afirma Carmello.

Para acompanhar as atualizações e novidades, basta seguir o Shopping Cidade Morena no , clicando aqui. Na página, o interessado em ser lojista pode contatar a gestão comercial do shopping.

Incentivo ao comerciante local

A ‘Cidade Moreninhas', denominada pelos moradores, tem de tudo. Carmello pontua que considera a região um shopping a céu aberto, mas também quer ver os comerciantes locais dentro do novo varejo.

“Às vezes o lojista tem essa barreira de que se tem um loja na rua e não precisa estar dentro do shopping. Está certo e errado. Primeiro que o shopping trabalha 7 dias na semana, segundo que trabalha 12h por dia. O seu potencial de venda é maior do que o comércio na rua”, explica.

O superintendente do shopping diz que a intenção é trazer as grandes marcas nacionais, mas também prestigiar o comerciante local. “Queremos ajudar esse lojista, podemos até prestar uma consultoria para achar um mix legal para essa pessoa. Queremos que esses lojistas deem certo, porque sempre falo que se o lojista deu certo, o shopping também deu certo”.

Quando as obras começam?

Com previsão de inauguração no primeiro semestre de 2025, o Shopping Cidade Morena deve ter obras iniciadas nos próximos meses. O gestor explica que ainda é aguardado autorizações do Município para dar o pontapé inicial. “Falta aprovação de um órgão ou outro. Com tudo aprovado, começamos a obra”, afirmou.

Confira algumas imagens do projeto:

Shopping Cidade Morena, nas imediações das Moreninhas, tem previsão de inauguração em 2025 | Imagem: reprodução
Shopping Cidade Morena, nas imediações das Moreninhas, tem previsão de inauguração em 2025 | Imagem: reprodução
Shopping Cidade Morena, nas imediações das Moreninhas, tem previsão de inauguração em 2025 | Imagem: reprodução
Planta do shopping | Imagem: reprodução