Festas juninas aumentam vendas em até 30%, mas comerciantes temem falta de produtos em Campo Grande

Em algumas lojas já há falta de bandeiras para festas juninas, sem expectativa de novas remessas
| 05/06/2022
- 12:51
festas juninas
Produtos já enfeitam vitrines de diversas lojas da Capital - (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

Com início de junho, diversas lojas começam a se preparar para o iminente aumento nas vendas de produtos de festas juninas. Os estoques e preços são variados e empresários relatam a preocupação com a falta de produtos por parte de seus fornecedores, em Campo Grande.

O mês de junho é conhecido pelas festas juninas. Comidas típicas, músicas regionais e vestimentas tradicionais, a data se torna um dos principais chamarizes do comércio para alavancar as vendas e a procura pelos produtos já é notada por aqueles que ficam atrás dos balcões.

Jakeline Santana é gerente de uma loja de bijuterias e decorações, localizada na Rua 14 de Julho, e comenta o aumento dos clientes nos últimos dias. “Começamos a vender na semana passada e já tem muita gente procurando, até reforçamos o estoque porque se torna o carro-chefe da loja nos próximos meses”, comentou.

Ana Silvia Kawata também possui um comércio de decorações e artigos para festas e estima um aumento de até 30% de aumento nas vendas em relação ao ano passado. “O movimento começa agora neste mês, mas as vendas seguem até agosto, já que existem as festas agostinas. Ainda assim, acreditamos que junho será o melhor mês em vendas”, comentou.

Apesar da alta expectativa, a falta de material oferecida pelos fornecedores preocupa Ana. A proprietária comenta ter reforçado o estoque, mas não como gostaria, pois alguns produtos estão em falta, impedindo a compra e venda para os clientes.

festas juninas Leo de Franca 2 - Festas juninas aumentam vendas em até 30%, mas comerciantes temem falta de produtos em Campo Grande
Vestidos e chapéus são carros-chefes de vendas. (Foto: Leonardo de frança/Midiamax).

Gerente de uma loja localizada na Avenida Afonso Pena, Pedro Magalhães compartilha da mesma frustração. O profissional comenta que o problema atualmente ocorre com as bandeiras típicas. “Nós colocamos as que ainda tínhamos do ano passado, mas já venderam todas e agora não conseguimos comprar novas dos fornecedores”, comentou.

Apesar de apreensivo, Pedro ainda enxerga o mês de junho com expectativa e prevê um aumento de 15% nas vendas em relação ao ano passado. Para o alívio do gerente, a procura está se concentrando em vestidos e chapéus, mas um aumento deve ocorrer a partir do dia 10 deste mês.

Preços no Centro para festas juninas

Com o aumento das vendas, os preços variam de um comércio para o outro. Entretanto, as diferenças são pequenas e as variações ficam por conta dos tamanhos e qualidades dos produtos, que podem divergir em até 54% de um produto para o outro.

Diferentes chapéus de palha podem ser encontrados por R$ 5,99 em uma prateleira e R$ 10,99 em outra, mesmo que os dois produtos sejam comercializados no mesmo local. Confira alguns preços apurados pela reportagem:

Loja 1

  • Chapéu: de palha: R$ 4,99
  • Chapéu de palha: R$ 11,99
  • Vestido de quadrilha: R$ 59,99
  • Vestido junino: R$ 89,99
  • Jardineira junina: R$ 69,99
  • Vestido junino: R$ 34,99
  • Pipoca 100g: R$ 1,99
  • Pipoca 200g: R$ 2,99
  • Doce de amendoim 168g: R$ 3,59
  • Doce de amendoim 20g: R$ 0,49
  • Remendos juninos: R$ 2,29
  • Lenço junino: R$ 4,99

Loja 2

  • Vestido junino: R$ 89,99
  • Fantasia padre (para quadrilha): R$ 89,99
  • Chapéu de palha: R$ 10,99
  • Chapéu de palha: R$ 4,99
  • Vestido noiva infantil: R$ 69,99
  • Colete para quadrilha: R$ 10,99
  • Camisa xadrez para quadrilha: R$ 29,99
  • Vestido infantil junino: R$ 34,99
  • Camisa junina infantil: R$ 24,99
  • Bandeira: R$ 11,99
  • Balão de : R$ 12,99
  • Gravata fantasia: R$ 3,99
  • Remendos para calças e camisetas: R$ 2,99

Onde as festas juninas acontecerão

Após dois anos afetados pela pandemia, as festas juninas vão voltar ao calendário de Campo Grande. Confira a seguir as principais já confirmadas:

20º Arraial de Santo Antônio

Tradicional arraial, a festa junina promovida pela prefeitura de Campo Grande deste ano será na Praça do Rádio, nos dias 10, 11, 12 e 13 de junho.

Ainda sem detalhes, estão confirmadas pela Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo) diversas atrações musicais, barracas com quitutes juninos e o tradicional concurso de quadrilhas. Ainda conforme a Sectur, em breve será divulgado link de inscrições e todos os detalhes da maior festa junina do Mato Grosso do Sul.

Festa Junina da UCDB

O retorno da Festa Junina da UCDB contará com três dias de evento e sete atrações no palco de uma das maiores festas universitárias de Mato Grosso do Sul. No primeiro dia, 15 de junho, é Wesley Safadão e Belchior; no dia 17, as duplas Léo & Raphael e Diego & Victor Hugo, e no sábado, 18 de junho, João Gustavo & Murilo, Jads & Jadson e Kamisa 10 fecham a programação.

Os ingressos já estão à venda na entrada principal da UCDB, no site do evento e nas unidades da barbearia A Banca. Serão cinco áreas para o público e, em todas elas, os acadêmicos da UCDB teriam descontos até o dia 27 de maio. Os alunos da UCDB deverão adquirir os ingressos exclusivamente na entrada principal da UCDB mediante apresentação de comprovante de matrícula 2022A.

Festa Junina da AACC

Ainda sem muitos detalhes, está confirmada a Festa Junina da AACC (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer) no dia 11 de junho durante evento no Shopping Bosque do Ipês. Segundo a assessoria, as atrações serão divulgadas em breve.

Outras festas

Também com tradição em festas juninas universitárias, a confirmou que não vai realizar evento este ano.

Jornal Midiamax também entrou em contato com a Arquidiocese de Campo Grande para saber se há programação em alguma paróquia da cidade, mas até o momento não obteve confirmação.

Veja também

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou na noite desta sexta-feira, 24, que manterá...

Últimas notícias