Pais de alunos que participavam de modalidades esportivas em Campo Grande foram informados no início dessa semana de que aulas realizadas em bairros seriam canceladas. Entre elas judô, basquete, vôlei, karatê, bandminton, kung fu, entre outros.

O projeto de judô no Parque Jacques da Luz, nas Moreninhas, é uma das aulas que havia sido cancelada. Cerca de 70 crianças da região integravam o projeto, que foi cancelado pela prefeitura no início da semana.

“Simplesmente cancelado o projeto de judô. Meu filho está muito triste com a situação”, contou uma mãe cujo filho integra o projeto há 10 anos. Outra mãe destacou a felicidade dos filhos. “Nossos filhos amam o judô e se doam de alma e coração. Eles estavam ansiosos e felizes aguardando o retorno do Judô”.

Informe via WhatsApp foi enviado aos pais, dizendo que os kimonos usados pelas crianças seriam recolhidos nesta quarta-feira (25). Porém, após mobilização dos pais e da imprensa em torno do assunto, a prefeitura mudou de ideia.

Prefeitura mudou de ideia após repercussão

Em nota, a prefeitura informou na terça-feira (24), que estava fazendo adequações na grade de oficinas para atender um maior número de pessoas. Algumas atividades que eram oferecidas em duplicidade pela Funesp (Fundação Municipal de Esportes) e pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) serão agora pela Deac (Divisão de Esporte, Arte e Cultura).

Sem confirmar o cancelamento das modalidades esportivas oferecidas em bairros da Capital, a prefeitura retomou o projeto hoje. Pais foram informados que os projetos serão continuados.

“Fomos informadas que o Judô irá voltar no parque. Agradeço muito a atenção e a ajuda de vcs”, disse uma mãe.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conte pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Acompanhe nossas atualizações no FacebookInstagram e Tiktok