não registrou mortes ocasionadas por em outubro, sendo o primeiro mês deste ano sem vítimas fatais para a doença. Os dados são do boletim epidemiológico da SES-MS (Secretaria Estadual de Saúde). 

O número de óbitos na última semana ficou estável em 40 e a quantidade de novos casos positivos foi de 148, totalizando 39.997 registros desde o começo de 2023. Cinco mortes são investigadas.

Já o número de casos prováveis caiu em 139 nos últimos sete dias, deixando 46.899 neste ano. Os casos prováveis incluem os que estão em investigação, casos confirmados e ignorados, mas não considera os casos descartados.

Quantidade de óbitos por Dengue em MS. (SES-MS)

O boletim também aponta que 74 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul registram alta incidência de casos prováveis. 

As únicas cidades que não aparecem na são , , Paranaíba, Tacuru e Aparecida do Taboado. Esta última é a única com baixa incidência e as demais aparecem no nível médio. 

Campo Grande lidera o ranking de casos de dengue, com 11.798 registros. Em segundo lugar está , distante 326 km da Capital, com 4.613 casos. Corumbá, a 426 km de Campo Grande, vem em terceiro, com 2.194 casos desde o início de 2023.

Saiba Mais