Mato Grosso do Sul registrou sete mortes e 91 novos casos confirmados para a SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), nos últimos sete dias. Os dados são do boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde), referente à 34ª semana epidemiológica.

(SES-MS)

O Estado contabiliza 496 mortes e 5.682 casos confirmados desde o começo do ano. O boletim detalha que cinco óbitos aguardam a classificação final. 

Campo Grande reúne 2.353 (41,4%) dos casos confirmados. A letalidade na Capital está em 9,2%. Corumbá, a 426 km de Campo Grande, vem em segundo lugar em número de notificações, com 462 (8,1%) registros e letalidade em 2,2%. 

O Mapa de Incidência dos Casos Novos de SRAG mostra uma redução de casos em várias cidades de Mato Grosso do Sul.

A faixa etária de um a nove anos de idade concentra 30,5% das hospitalizações no Estado por síndrome respiratória aguda grave. Já 27,4% das mortes são de idosos com 80 anos ou mais. 

O vírus sincicial respiratório representa 41,4% dos agentes etiológicos detectados. O SARS-CoV-2, responsável pela Covid-19, vem em seguida, com 17,3% dos casos. 

Vacinação

Campo Grande tem dezenas de unidades de saúde que fazer a aplicação das vacinas para a gripe e a Covid-19. Clique aqui e confira os locais em todas as regiões da cidade.