Com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal e atualizar a carteira de vacinação, principalmente das crianças e idosos, acontece neste sábado (16) o Dia D de Vacinação. Na Praça Ary Coelho, no Centro de Campo Grande, moradores formaram fila para garantir dose.

Logo no início da movimentação, uma fila se formou com pessoas para tomarem as vacinas. Viviane Grise levou os dois filhos até à Praça Ary Coelho, Luis Henrique, de 10 anos, e a Maria, de 4 anos. A pequena atualizou a carteira tomando três vacinas, entre elas, uma nova dose contra a poliomielite.

Maria Grise sendo imunizada. (Alicce Rodrigues, Midiamax)

O evento contou com a participação de representantes da saúde municipal, estadual e federal. A prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), falou da necessidade de conscientizar toda a sociedade. “Precisamos fortalecer e incentivar a população para buscar as vacinas, pois a procura da cobertura vacinal ainda é baixa. Além das crianças, os idosos também são o público mais vulnerável neste período crítico”.

A prefeita ainda lembrou que, durante a semana, são 70 unidades de saúde em toda a capital e nos finais de semana que disponibilizam as vacinas. Já Versuska Lado, superintende de Vigilância em Saúde, da
Sesau, reforçou a necessidade dos pais e responsáveis na luta pra evitar novos surtos das doenças. “A gente está reunido para combater novo surto, por exemplo, de sarampo e poliomielite. A todo momento fazemos divulgação e, desde agosto, a gente já vem fazendo várias ações aqui na praça para otimizar a conscientização”, falou Veruska.

Prefeita Adriane Lopes no dia D vacinação (Alicce Rodrigues, Midiamax)

A secretária adjunta da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Cristina Maymone, falou que é preciso resgatar a importância da vacina. “Temos que reforçar essa defesa pela vida e pela saúde com a vacinação. Mato Grosso do Sul tem orgulho da vacinação que foi feita contra a Covid e dos profissionais da saúde que preservaram tantas vidas”. Cristina finalizou a fala dela, no palanque das autoridades, lembrando que as 79 cidades do Estado estão mobilizadas na campanha e contam com apoio do Ministério da Saúde. 

Campanha de multivacinação

A Sesau enfatiza a importância de manter o calendário vacinal atualizado para garantir o bem-estar da população. Nos últimos anos, tem sido observada uma diminuição na cobertura vacinal em todos os grupos, tornando ainda mais essencial esse esforço de busca ativa para garantir a proteção das crianças contra doenças evitáveis por meio da vacinação.

Em Campo Grande, o percentual de cobertura vacinal está consideravelmente abaixo das metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, como é o caso da vacina contra a Febre Amarela, em que apenas 51% das crianças com menos de um ano foram vacinadas neste ano, apesar de a recomendação ser a imunização de toda a população.

Outra vacina com baixa cobertura é a pentavalente, que protege contra coqueluche, difteria, tétano, hepatite B e Influenza B. Apenas 52% das crianças completaram o esquema vacinal deste ano, enquanto a meta é atingir 95% de cobertura vacinal.

Locais que oferecem vacinas hoje

Além da Praça Ary Coelho, a vacinação também é realizada, neste sábado, em dois Shoppings (Bosque do Ipês e Norte Sul), das 10 às 18h. E ainda em seis unidades de saúde, são elas: UBS (Unidade Básica de Saúde) Dona Neta, Seis de Agosto, Lar do Trabalhador e Universitário. E nas (USFs) Unidade de Saúde da Família  Moreninhas e Estrela Dalva.