VÍDEO mostra fiscalização preventiva de rios e apreensão de petrechos ilegais de pesca em rios de MS

Uma rede de pesca de 250 metros foi apreendida durante a vistoria e os infratores não foram identificados
| 24/02/2022
- 19:59
Os policiais utilizam drones para evitar a pesca com petrechos ilegais em pontos em que os cardumes ficam mais vulneráveis.
Os policiais utilizam drones para evitar a pesca com petrechos ilegais em pontos em que os cardumes ficam mais vulneráveis. - Divulgação/PMA

A PMA (Policia Militar Ambiental) de Aparecida do Taboado realiza preventiva de pescas durante a operação piracema nos rios Paranaíba, Barreiro, Santana e afluentes. Nesta quinta-feira (24), a equipe de policiais localizou uma rede de pesca de 250 metros durante a vistoria.

Além disso, os peixes que estavam vivos na rede foram soltos no rio novamente e os que já estavam mortos foram apreendidos. Os infratores não foram identificados.

Nas fiscalizações, os policiais utilizam drones para evitar a pesca com petrechos ilegais, principalmente, em pontos em que os cardumes ficam mais vulneráveis à pesca predatória. De acordo com a PMA, o uso do é importante na fiscalização porque muitos pescadores que praticam a pesca durante o período da piracema são informados por telefone da presença da fiscalização. Confira o vídeo da operação:

PMA realiza fiscalização preventiva de rios e apreensão de petrechos ilegais de pesca em MS from Redação on Vimeo.

Caso seja identificado, o infrator responderá por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Será também multado administrativamente em valor de R$ 700,00 a R$ 100.000,00.

Veja também

Últimas notícias