UEMS e OAB/MS lamentam morte de professora e advogado após deslizamento em Minas Gerais

Deisy era professora no curso de Agronomia
| 10/01/2022
- 20:05
Deisy
Deisy, marido e filhos morreram soterrados - Foto: Reprodução | Redes Sociais

A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) emitiu nota de pesar pela morte da professora Dra. Deisy Lúcia Cardoso Alexandrino Santos, de 40 anos. Também a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil / Seccional de Mato Grosso do Sul) lamentou a morte do marido, advogado Henrique Alexandrino dos Santos, 41 anos. Eles faleceram após o carro em que viajavam com a família ficar soterrado em um deslizamento de terra, em Minas Gerais, no domingo (9).

A universidade lamentou a morte da professora e dos demais membros da família. "A professora Deisy deixa seu legado na UEMS, embora tenha atuado por apenas seis anos, demonstrou ser uma profissional de altíssimo nível, e uma pessoa capaz de colaborar com o crescimento coletivo. A família que conhecemos do curso de Agronomia de Aquidauana lamenta estas perdas, e eleva aos familiares e amigos nosso profundo pesar”, homenageia o curso em que ela era docente.

"A professora Deisy, apesar de sua história ser recente na UEMS, deixa um enorme legado marcado pela sua capacidade técnica e compromisso no exercício das suas atividades. O momento é de profunda tristeza para todos nós", disse o professor Dr. Elói Panachuki, gerente da UEMS.

O Presidente da OAB/MS, Bitto Pereira, também lamentou o ocorrido. “Estamos todos comovidos com essa tragédia que ceifou a vida do Advogado e Secretário-Geral Adjunto da Subseção Aquidauana Henrique Alexandrino Santos, sua esposa, filhos e primo. Nossas sinceras condolências aos familiares neste momento de dor e que Deus possa confortar o coração de todos familiares”.

A família estava desaparecida desde sábado (8), quando ocorreu o deslizamento na encosta da Serra da Moeda. As vítimas seguiam de carro para o de Confins e tentou um desvio, quando acabou sendo soterrada. Dois dos cinco corpos foram encontrados próximos ao veículo, nesta segunda. As mortes foram confirmada por um familiar, secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino. O de MG segue no resgate dos corpos.
*Atualizado Às 1702 para acréscimo de informações

Veja também

A expectativa em torno da inflação nos Estados Unidos interrompeu a sequência de três quedas...

Últimas notícias