Comerciantes vão apresentar 'dores' e pedir solução para criminalidade no Centro

Roubos, furtos e assaltos farão parte da tríade a ser apresentada para as forças policiais – tanto Civil, quanto Militar
| 29/03/2022
- 17:19
Presidente da CDL
Adelaido Vila, presidente da CDL de Campo Grande. - Foto: Arquivo Midiamax

O auditório da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Campo Grande será o palco de uma reunião sobre segurança pública e nesta quarta-feira (30), a partir das 19h. O objetivo, segundo o presidente da CDL em Campo Grande, Adelaido Vila, os empresários vão apresentar “suas dores” às autoridades para pedir uma solução para a criminalidade no Centro de Campo Grande.

Roubos, furtos e assaltos farão parte da tríade a ser apresentada para as forças policiais – tanto Civil, quanto Militar. Os empresários também vão pedir uma ação mais intensa da Assistência Social de com os usuários de drogas – também chamados de noias. Eles são responsáveis pela maior parte dos roubos e furtos no Centro de Campo Grande. No entanto, Adelaido Vila relata que existe uma quadrilha que aluga um guincho e rouba os carros estacionados.

Essa modalidade de roubo vem assombrando os empresários. Os carros são transportados para outros bairros. Lá, eles são desmontados e as peças são colocadas em outros veículos. “Está sendo um trauma ver um carro ser rebocado. Não se sabe se há um problema, ou se aquele veículo está sendo roubado. “Também vamos pedir às forças policiais que incentivem à população a não desistirem do BO – o Boletim de Ocorrência.

Veja também

MP já está aprovada, mas ainda faltam definir algumas regras para começar a valer

Últimas notícias