Ministério da Saúde recomenda 2ª dose de reforço contra covid para idosos

Estudos indicam que a segunda dose de reforço aumenta em mais de 5 vezes a imunidade uma semana após a aplicação
| 18/05/2022
- 17:24
Ministério da Saúde recomenda 2ª dose de reforço contra covid para idosos
Foto: Henrique Arakaki/Jornal Midiamax

O Ministério da Saúde recomenda em nota técnica uma segunda dose de reforço contra a covid-19 para idosos com 60 anos ou mais, nesta quarta-feira (18). A partir disso, e demais estados e municípios podem iniciar essa etapa da campanha nacional de vacinação para este público.

Conforme a nota técnica, a segunda dose de reforço deve ser aplicada com vacinas da ou Janssen e Astrazeneca, independentemente do imunizante que já foi utilizado anteriormente. É preciso respeitar o intervalo de 4 meses após a primeira dose de reforço.

A segunda dose de reforço era recomendada somente para idosos acima de 70 anos, com imunocomprometimento, bem como, pessoas com mais 60 anos em situação de instituição permanente. No entanto, estudos indicam que a segunda dose de reforço aumenta em mais de 5 vezes a imunidade uma semana após a aplicação.

Dessa forma, estados e municípios devem seguir a nova orientação de acordo com a disponibilidade de doses e priorizar faixas etárias mais avançadas, acima de 90 anos, seguida de pessoas na faixa entre 80 e 89 anos e assim sucessivamente até que todos os idosos recebam o segundo reforço.

Veja também

Vacina está disponível em mais de 40 unidades de saúde

Últimas notícias