Entulho toma conta e moradores aguardam obras em avenida que ligará Santa Emília ao Indubrasil

Obra prometida para ter início em março deve começar no 2º semestre deste ano
| 28/02/2022
- 12:51
Moradores reclamam da sujeira do local.
Moradores reclamam da sujeira do local. - Marcos Ermínio/ Midiamax

Mau cheiro, , matagal e alagamentos, são apenas alguns dos transtornos enfrentados pelos moradores que residem perto da avenida que vai interligar o Bairro Santa Emília até o Indubrasil. O Midiamax confirmou com o Secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese e o chefe da pasta acredita que a obra deve iniciar no segundo semestre de 2022.

 “O Projeto já está pronto e estamos iniciando agora o processo de licitação para executar obra. É difícil em um processo de licitação a gente conseguir oferecer um prazo, mas acreditamos que no segundo semestre a gente iniciar as obras”, disse.

[Colocar ALT]

A comerciante Sueli de Matos, mora no Santa Emília há seis anos e diz que a obra vai ajudar o bairro a evoluir.  “As pessoas jogam lixo. Tem gente que vem de caminhão deixar o entulho e é algo que nos afeta diretamente. Se conseguissem arrumar seria ótimo para nós”, disse.

[Colocar ALT]

Edicarlos Trizotti, mora na região há 30 anos. Nessas três décadas o morador viu muita coisa mudar, mas destaca que se o Poder Público asfaltar a via a população terá mais respeito e não continuará a descartar lixo no local.

“Se asfaltar as pessoas terão vergonha de jogar o lixo. Deixam de tudo, sofá, eletrodomésticos e animais mortos. É complicado”, explicou.

Darcy Assunção é morador do São Conrado há 14 anos e ressalta que já viu moradores de outras regiões de Campo Grande descartarem o lixo no local. “Lógico que a população que mora aqui perto joga, mas muita gente vem de outros bairros e para descartar o que não querem. Quem reside perto é que sofre”, lamentou.

avenida2 - Entulho toma conta e moradores aguardam obras em avenida que ligará Santa Emília ao Indubrasil

Encurtando caminhos

O trajeto será facilitado pela abertura de uma nova avenida que deve interligar a General Alberto Carlos Mendonça Lima e Wilson Paes de Barros, atrás do aeroporto, até a Avenida Jamil Nahas, que dá acesso ao setor de indústrias.

O trajeto compreende as avenidas Lúdio Martins Coelho e Duque de Caxias. Hoje, quem mora no Santa Emília e trabalho no Indubrasil, por exemplo, precisa percorrer quase 30 quilômetros, que leva cerca de 50 minutos de carro. Com a nova via, o trecho percorrido cai para 5,4 quilômetros e o tempo da viagem para menos de 10 minutos.

 

Veja também

Benefício de R$ 53 é pago a 5,68 milhões de famílias

Últimas notícias