Professora aposentada prensada por elevador da ACP segue em observação na Santa Casa

A idosa, de 76 anos, quase foi esmagada pelo elevador
| 03/02/2022
- 18:22
Idosa foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e precisou ser encaminhada para a Santa Casa.
Idosa foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e precisou ser encaminhada para a Santa Casa. - Henrique Arakaki/Midiamax

A idosa de 76 anos que ficou prensada no elevador do prédio da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação), nesta manhã de quinta-feira (3), é professora aposentada e segue em observação na Santa Casa de Campo Grande.

Na tarde desta quinta-feira, o Midiamax entrou em contato com o presidente do sindicato, Lucílio Nobre, o qual informou que a idosa tinha ido até a ACP buscar atendimento jurídico, que fica no segundo andar do prédio. Do térreo, ela acionou o elevador que abriu a porta, mas sem a cabine.

“É professora aposentada filiada ao sindicato. Ela tinha ido até o sindicato buscar atendimento jurídico. Aconteceu uma falha na porta, a professora entrou no poço do elevador e no momento a cabine estava descendo”, disse Lucílio.

Ainda de acordo com o presidente do sindicato, ao ver o elevador descendo, a idosa gritou por socorro e a pessoa que estava dentro da cabine conseguiu escutar o pedido de ajuda.

“A pessoa que descia com o elevador ouviu e conseguiu parar a cabine, mas mesmo assim, infelizmente, a professora acabou sendo atingida”, contou.

Lucílio explica que rapidamente o sindicato prestou todo suporte à professora e adianta que vai verificar o motivo da porta ter falhado quando foi acionada.

“Todos os meses realizamos manutenção no elevador, a última foi realizada no dia sete de janeiro deste ano. Não sabemos o motivo da porta abrir sem o elevador, mas vamos verificar para não acontecer novamente. A ACP prestou todo socorro à vítima. Acionamos o que chegou em cinco minutos. Uma pessoa do sindicato acompanhou a professora até o e outra avisou a família”, disse.

A idosa foi encaminhada para a Santa Casa. O Jornal Midiamax entrou em contato com o hospital para saber sobre o estado de saúde da professora aposentada e foi informado que ela chegou relatando dores nos ombros, mas que foi avaliada e liberada pela equipe da neurocirurgia.

Ainda de acordo com a Santa Casa, a professora segue em observação no pronto-socorro do hospital, mas seu estado de saúde é considerado estável. Ela está consciente, orientada e aguarda avaliação ortopédica.

Veja também

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PSDB) informou nas redes sociais em relação ao falecimento de...

Últimas notícias