Os axalotes, conhecidos como ‘monstros aquáticos‘ mexicanos, que foram levados em julho deste ano para o maior aquário de água doce do mundo se reproduziram e seus bebês são a mais nova atração do Aquário do , segundo divulgado pelo Bioparque nesta sexta-feira (21).

Famosos por causa de jogos como o Minecraft e do infantil Como Treinar o Seu Dragão, o berçário de filhotes de axolotes conta com sete anfíbios num tanque junto com os pais e destaca o trabalho de conservação de espécies desenvolvido no Bioparque Pantanal.

As espécies chegaram ao complexo em julho deste ano após serem vítimas de tráfico e apreendidas durante abordagem feita PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Então, na nova morada, em menos de um mês os axolotes se reproduziram, condição que só ocorre quando o animal está ambientado com o local e os parâmetros de água estão adequados.

“Por ser uma espécie ameaçada de extinção, a reprodução é uma vitória para toda nossa equipe. Ficamos felizes em reforçar o pilar da conservação, todo um trabalho desenvolvido em prol do bem-estar, focando na garantia da existência e sobrevivência do animal”, explicou a diretora do Bioparque, Maria Fernanda Balestieri.

Portanto, o sucesso da reprodução dos axolotes se tornou pesquisa de TCC e os sete filhotes que foram transferidos da quarentena para a maternidade são os que mais se desenvolveram em um experimento sobre preferência e desenvolvimento alimentar do de zootecnia e estagiário do Bioparque, William Batista.

“Os que ficaram maiores se alimentaram de um tipo de ração com teor proteico considerável e os que basicamente tiveram um tratamento com artêmia, não se desenvolveram tanto quanto os demais”, detalhou.

De origem mexicana, a espécie de Salamandra nunca sai do estado larval e não se tornam animais terrestres, passando a vida na água doce.

Axalotes

Os animais estão criticamente ameaçados de extinção, segundo a IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza). Na mitologia asteca, axolote significa “monstro que vive na água”.

Assim, mesmo na fase adulta eles continuam pequenininhos, medindo cerca de 20 a 30cm. Isso porque o Axolote não completa a metamorfose durante o crescimento.

Os Axolotes conseguem regenerar partes do seu corpo como cauda, membros e olhos. A fêmea faz postura de 200 a 400 ovos por período reprodutivo e os incuba de 10 a 14 dias e a expectativa de vida é de 10 anos.