O Unimed informou, nesta segunda-feira (24), que retirou uma placa, com mensagem política, colada no banheiro masculino do Pronto Socorro pediátrico. As imagens foram compartilhadas nas durante o fim de semana.

Em nota, o hospital esclareceu que não compactua com atitudes como esta, uma vez que esforços estão focados em cuidar da saúde e bem-estar de toda população sul-mato-grossense.

“A cooperativa ainda reforça que o material em questão já foi retirado do local”.

A placa tinha os dizeres: “Se o Ministro Fachin anular o processo do médico que estuprava gestantes durante o parto por ter sido processado no foro errado, você levaria sua esposa para fazer parte com ele? Fora Lula”

Referência

O processo faz referência ao caso do anestesista Giovanni Quintella Bezerra, acusado do estupro de uma durante o parto na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, que continua preso pelo crime.