O se mobiliza na manhã desta segunda-feira (7) para combater um incêndio que atinge a região próxima à aldeia indígena Guató, no Porto Índio, na região da Serra do Amolar do Pantanal de . Ação recebe apoio do IHP (Instituto Homem Pantaneiro).

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, as chamas já ocorrem há alguns dias na região e o fogo aumentou. Equipes foram levadas ao local no domingo (6). Por ser uma área de difícil acesso, militares percorreram 280 quilômetros de barco pelo Rio para chegarem ao local. Operação retomou por volta de 9h desta segunda-feira.

Ao todo, 10 bombeiros militares atuam no combate das chamas neste momento. Além disso, bombeiros também enviaram aeronave Air Tractor com capacidade de 3 mil litros de água para ajudar na operação.

Ainda conforme as informações oficiais, não se sabe a extensão e nem o que originou as chamas. Equipe aguarda retorno dos combatentes para analisar as possíveis causas.

Operação Pantanal

O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul ativou a Operação Pantanal e está mantendo militares em para monitoramento dos focos de calor desde junho em Corumbá.

Assim, o Comandante da Operação, Major Fábio Pereira de Lima, destaca a importância do combate rápido e efetivo de incêndios.