Com fim medidas de biossegurança, em decorrência da pandemia da Covid-19, que barraram as manifestações coletivas em Dourados, maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul, os fiéis da Igreja Católica foram ruas para enfeitar duas quadras da área centra. Alguns levantaram cedo para garantir um cenário bem colorido.

Os trabalhos dos fiéis das comunidades católicas da cidade foram acompanhados pelos párocos da Arquidiocese de Dourados. Entre eles, o padre Alex Gonçalves Dias, da Paróquia São Francisco de Dourados. “Estamos aqui desde às 6 horas da manhã neste dia de unidade de todos os fiéis com a centralidade da sua fé, que é o Corpo e Sangue de Cristo”, explicou o religioso.

Segundo ele, essa manifestação após dois de pandemia, que de uma forma ou outra afastou as pessoas da Igreja, representa também o momento de retornar à casa. ”isso aqui é uma tradição que se mantém viva em toda a igreja no mundo inteiro. Nós fazemos o tapete para que Jesus possa caminhar sobre ele e reverência à vida do povo, sua criatividade, seus anseios e suas vitória”, conta o padre franciscano.

Ao longo das avenidas Marcelino Pires e Joaquim Teixeira Alves, no entorno da catedral de Nossa Senhora da Conceição, crianças, adultos e idosos não escondia a alegria de poder expressar a fé em desenhos formados através serragens coloridas.

“Estou muito emocionada em poder estar aqui novamente. Sempre acompanhei essa tradição desde criança com a minha família”, comenta Ana Luíza da Silva Dutra, ao celebrar a volta da celebração de Corpus Christi. “Ver tanta gente assim reunida alegra os nossos corações”, celebra a catequista de 22 anos.

Missa campal

Uma espera de mais de dois anos chega ao fim nesta quinta-feira (16) em Dourados. Católicos da cidade estão autorizados pela Arquidiocese a participarem de uma missa campal, que acontece às 15h, em frente à catedral Nossa Senhora da Conceição.

Segundo informações da secretaria da catedral, a orientação é que os fiéis levem uma cadeira ou um banco para a missa e como gesto concreto, faça a doação de um alimento não perecível.  Durantes os anos de 2020 e 2021 essa celebração ocorreu virtualmente sem a presença dos fiéis, em respeito às normas de biossegurança, em virtude da pandemia.

A programação, de acordo com a Arquidiocese de Dourados teve início às 7h com a tradicional confecção dos tapetes decorativos, pelas paróquias. No período da tarde, após a celebração, acontece a procissão dos fiéis, que irá percorrer trechos das avenidas Joaquim Teixeira Alves e Marcelino Pires.

Após dois anos sem missa campal, católicos de Dourados se reúnem em celebração de Corpus Christi

Missão presencial acontece nesta quinta-feira em frete à Igreja Nossa Senhora da Conceição

Uma espera de mais de dois anos chega ao fim nesta quinta-feira (16) em Dourados. Católicos da cidade estão autorizados pela Arquidiocese a participarem de uma missa campal, que acontece às 15h, em frente à catedral Nossa Senhora da Conceição.

Segundo informações da secretaria da catedral, a orientação é que os fiéis levem uma cadeira ou um banco para a missa e como gesto concreto, faça a doação de um alimento não perecível.  Durantes os anos de 2020 e 2021 essa celebração ocorreu virtualmente sem a presença dos fiéis, em respeito às normas de biossegurança, em virtude da pandemia.

A programação, de acordo com a Arquidiocese de Dourados terá início às 7h com a tradicional confecção dos tapetes decorativos, pelas paróquias, que irão enfeitar as ruas da área central da cidade. No período da tarde, após a celebração, acontece a procissão dos fiéis, que irá percorrer trechos das avenidas Joaquim Teixeira Alves e Marcelino Pires.