Bioparque Pantanal faz ‘cerimônia’ para batizar sucuri Gaby Amarantos

Cerca de 50 pessoas acompanharam a apresentação
| 09/06/2022
- 17:11
Bioparque Pantanal faz ‘cerimônia’ para batizar sucuri Gaby Amarantos
Foto: Leonardo de França, Midiamax

A sucuri de 3 metros que mora em aquário do Bioparque Pantanal, foi batizada nesta quinta-feira (9) em cerimônia. Cerca de 50 pessoas que visitavam a atração nesta tarde puderam acompanhar a apresentação.

A diretora do Bioparque, Maria Fernanda, explicou que convidou dois alunos do CEAM (Centro de Estadual de Atendimento Multidisciplinar para Altas Habilidades/Superdotação) para participarem da cerimônia. Ieza Costa, de 25 anos, e Lyan Paes, de 20 anos, apresentaram dança e também um quadro de uma serpente, que ficará exposto no bioparque.

Ieza disse que recebeu o convite no início da semana e preparou a coreografia nesta quarta-feira. “Eu estava ansiosa, montei a apresentação, mas a maioria aqui hoje foi no improviso”, comentou. Lyan disse que ama a pintura e expressou na tela um desenho da serpente Gaby.

Sucuri do Aquário

A sucuri Gaby veio de um local de preservação da fauna do Pará. Conforme o biólogo Allyson Favero, do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) do Imasul (Instituto de de MS), ela foi resgatada com ferimentos ainda bem jovem.

"Ela chegou com alguns machucados, provavelmente foi capturada. Ela teve os primeiros atendimentos e criaram ela [no Pará], já que provavelmente ela não tinha capacidade de voltar a natureza", disse em ocasião anterior.

Por ser criada com a presença humana, fazer o manejo da não é difícil. "[...] mas no manejo ela é bem calma, não se assusta com a presença de pessoas. Por enquanto ela ficou mais escondida [no tanque] porque ela ainda está no processo de adaptação, está conhecendo", ressaltou o biólogo.

Veja também

Batalhão de Choque da PM foi acionado para ir até o local onde indígenas decidiram retomar área ancestral e ação terminou em morte

Últimas notícias