O desejo de ter asfalto na rua de casa é um dos maiores desejos dos moradores dos bairros mais antigos de Campo Grande, como o Oliveira. Após verem que apenas três ruas ficariam de fora de projeto de pavimentação, moradores protestaram e a Prefeitura Municipal mudou planejamento para incluir as vias na rota da obra.

Em setembro, o Midiamax conversou com os moradores, que contaram a frustração em saber que apenas as ruas Abelardo Barbosa ou a Alberto Jissum Minei não foram incluídas no projeto de asfalto. Também foi o que aconteceu na Rua Fidelo Mariano de Almeida, rua da Emei Conjunto União.

Na entrada do bairro, os moradores expressaram a indignação ao saber que a via não seria incluída no projeto. “Prefeita Adriane, apenas a rua do Emei ficando sem asfalto?”, questiona faixa.

Foto: Nathalia Alcântara, Midiamax

O Midiamax foi até o bairro e conversou com moradores. Um, que preferiu não se identificar, disse que a situação era lamentável. “Vimos quando foi divulgado o projeto que a rua não estava incluída. Não faz sentido”, disse morador.

Luciano Gomes da Silva, de 61 anos, disse que vive no bairro há 24 anos e, desde então, há sempre a promessa de pavimentação. Quando surgiu a notícia de que o bairro passaria por projeto, ele diz que foi um ‘balde de água fria’ ver que sua rua não figurava a lista.

“Estamos comendo poeira aqui há mais de décadas. Uma região boa, a 5 minutos do Centro, com desenvolvimento, investimento de moradias e deixam só uma rua sem asfaltar?”, questiona.

A casa de Luciano tem uma placa de vende-se e ele diz que o motivo é o fato de não haver asfalto. “A gente cansou de esperar”, disse.

Reprogramação de rota de asfalto

Em nota, a Prefeitura Municipal disse que o projeto sofreu alterações e as três ruas reivindicadas pelos moradores serão incluídas na pavimentação. Confira a nota completa:

A Sisep informa que com a reprogramação do projeto, o perímetro asfaltado no Oliveira 3, foi ampliado de 4,3 km para 5,2 km, fechando o quadrilátero formado pelas avenidas das Mansões, Lúdio Coelho, Petrópolis e Roseira. Serão beneficiados os moradores das ruas Alberto Jissun Minei, Abelardo Barbosa, Travessa Pompéia Araújo, Travessa Siufi, Maria Carlota Giordano, Travessa Zulmira Gama, Lagoa Mandoré e João Ferreira Lúcio.

O projeto contempla ainda as ruas Miguel Abuhassan, Mogi Mirim, João Rezek, Manoel Augusto Brito, Divino de Oliveira, Pepino Guardiano, Edelmira Nunes Oliveira, Guilherme Satirio, Beira Rio, Cristino Martins, Travessa Rafael Giordano, Travessa Emílio Garcia Barbosa, Lagoa Mandiore, João Ferreira Lúcio e Rua Júlio Augusto Campos.

Em relação ao Oliveira 1 e 2, o projeto de pavimentação, onde está localizada a Rua Fidelo Mariano, vai contemplar a via com a programação“.

Mapa com as ruas que receberão asfalto no Bairro Oliveira (Imagem: Montagem / Midiamax)

Licitação soma mais de R$ 10 milhões

Algumas das ruas do Bairro União e do Bairro Oliveira III serão asfaltadas por R$ 7 milhões, segundo resultado de licitação divulgado no Diário Oficial da União em 18 de agosto de 2022. A licitação é o complemento dos lotes divulgados no último mês, que somam mais R$ 10 milhões.

De acordo com os projetos, a empresa vencedora da licitação, Engevil Engenharia Eireli, também fará os sistemas de drenagem, que deságuam seus efluentes em drenagens já existentes e que, por fim, contribuem ao córrego Lagoa.

O projeto de asfalto nas ruas terá calçadas com passeio de concreto na largura mínima de 2,00 metros, e nas rampas de acessibilidade, piso tátil direcional e de alerta, na largura de 40 centímetros, segundo o edital.