Após dois anos de reabilitação no Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) de Campo Grande, duas antas foram soltas, nesta quarta-feira (10), na natureza. Os animais foram encontrados ainda filhotes na beira do rio e em uma usina de Sonora, sem a mãe.

Sem ajuda da mãe, os animais poderiam morrer. Durante o período de recuperação, os filhotes estavam em espaços com alimentação natural, como folhas e frutos de espécies nativas, suplementação alimentar, incluindo milho, frutos e ração, além do suporte veterinário para que elas se reabilitassem plenamente.

As antas podem chegar a pesar até 300 quilos e precisam viver em áreas grandes. O local escolhido para a soltura foi a Fazenda Carandá, em Rio Verde do Mato Grosso. Por conta do peso e do tamanho o transporte foi feito com apoio da CCR MSVia.