Na Sexta-feira Santa, católicos 'enfrentam' pandemia e participam de celebração presencial

Seguindo as medidas impostas, fieis vão até as paróquias para as celebrações
| 02/04/2021
- 19:56
Na Sexta-feira Santa, católicos 'enfrentam' pandemia e participam de celebração presencial
Foto: Gabriel Neves/Midiamax - Fiéis durante Celebração da Paixão do Nosso Senhor no Santuário Nacional da Nossa Senhora do

Sendo um dos dias mais importantes para os católicos em todo o mundo, na Sexta-feira Santa ocorre a Celebração da Paixão do Nosso Senhor, onde a morte de cristo é relembrada e a única data do ano onde missas não são realizadas.

Com celebração ocorrendo até às 15 horas, o Santuário Estadual da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Avenida Afonso Pena, uma das mais conhecidas em Campo Grande, já atingiu a capacidade máxima de fieis e está com as entradas lacradas.

De acordo com o padre Reginaldo Padilha, a já tradicional Via Sacra, onde as pessoas saem em procissão pelas ruas não ocorrerá neste ano. “A Via Sacra irá ocorrer às 18h, mas por conta da pandemia e dos decretos estaduais, iremos fazer aqui dentro mesmo, seguindo as medidas, não teremos a procissão”, explicou.

No interior da igreja, os fiéis, acompanham a celebração seguindo as medidas impostas para celebrar o dia, que o padre classificou como um dos “mais importantes” para os católicos.

Programação

As celebrações nas paróquias de Campo Grande ocorreram durante toda a Sexta-feira Santa e devem continuar neste sábado (9), onde ocorre a Vigília Pascal.

Conforme cronogramas disponibilizados pela Arquidiocese, cada paróquia preparou sua programação. De modo geral, elas incluem adoração das 7h às 15h, quando inicia a celebração da paixão.

A via Sacra com canto do perdão está agendada para as 18h. Fiéis que quiserem comparecer presencialmente às paróquias e ao Santuário Perpétuo Socorro deverão respeitar as medidas de biossegurança: uso de máscara, álcool em gel, distanciamento e limitação no número de pessoas

Todas as celebrações também são transmitidas pela ou em canais de televisão.

Veja também

Queda acentuada nas temperaturas devem acontecer na região da fronteira, Grande Dourados e Campo Grande

Últimas notícias