Calendário oficial de vacinação contra febre aftosa em MS é divulgado

O calendário oficial para a vacinação contra a febre aftosa, que começa em novembro, foi divulgado nesta segunda-feira (24), no Diário Oficial do Estado. A portaria da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) também dispõe sobre as etapas de vacinação do rebanho bovino e bubalino em Mato Grosso do Sul. A vacinação […]
| 24/08/2020
- 15:48
Calendário oficial de vacinação contra febre aftosa em MS é divulgado
Calendário oficial foi divulgado hoje. Imagem: Divulgação - Calendário oficial foi divulgado hoje. Imagem: Divulgação

O calendário oficial para a ção contra a febre aftosa, que começa em novembro, foi divulgado nesta segunda-feira (24), no Diário Oficial do Estado. A portaria da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) também dispõe sobre as etapas de vacinação do rebanho bovino e bubalino em Mato Grosso do Sul.

A vacinação contra febre aftosa de todos os bovinos e bubalinos de MS é obrigatória. O calendário foi elaborado para duas regiões sanitárias, já que houve a unificação da antiga Zona de Alta Vigilância (ZAV) e ela passa a não existir mais para fins de controle sanitário animal no Estado. Uma instrução normativa do Ministério da Agricultura readequou as zonas, excluindo a ZAV.

“A partir de agora MS começa a trabalhar, em função de determinação do Ministério, somente com Pantanal e Planalto”, afirmou o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro (Secretaria de , Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Divisões sanitárias

Para efeito de planejamento, execução e controle sanitário animal, MS fica dividido em duas regiões sanitárias distintas: Região 01 (Planalto): composta pelas propriedades localizadas em região com característica geográfica de superfície mais elevada, e que não fazem parte da região 02 (Pantanal); e Região 02 (Pantanal): composta pelas propriedades localizadas nos municípios de Corumbá, Ladário e em parte dos municípios de Coxim, Miranda, Aquidauana, Porto Murtinho e Rio Verde de Mato Grosso.

Segundo a publicação, consideram-se como propriedades pantaneiras, os estabelecimentos rurais localizados nos municípios da região sanitária do Pantanal, sujeitos a inundações em determinadas épocas do ano em decorrência das cheias que prejudicam ou impossibilitam o acesso às propriedades, o manejo dos rebanhos e as ações relacionadas à defesa sanitária animal.

De acordo com a Semagro, as regras permanecem as mesmas e os pecuaristas devem estar atentos a importância da utilização de vacinas devidamente registradas e controladas pelo MAPA e adquiridas em estabelecimento sob supervisão do Serviço Veterinário Oficial.

O produtor rural ou seu representante legal deverá realizar o registro integral da vacinação contra febre aftosa dos animais envolvidos na etapa de vacinação, através do endereço eletrônico www.gap.ms.gov.br, através de seu login, código de acesso e senha, referente ao estabelecimento rural a ser declarado, ou em uma unidade local da Iagro.

Para os estabelecimentos rurais localizados na região sanitária do Pantanal a vacinação contra febre aftosa é realizada uma vez ao ano, devendo ser informado a etapa optante de vacinação, maio ou novembro. Os pedidos de antecipação seguem as regras já constantes e o não cumprimento de qualquer das determinações da portaria implicará na aplicação de sanções.

Veja datas

REGIÃO DO PLANALTO
Etapa Período para compra da vacina e vacinação Período para registro da vacinação Categoria animal envolvida
MAIO 01 a 31/05 01/05 a 15/06 Todo rebanho bovino e bubalino (mamando a caducando)
NOVEMBRO 01 a 30/11 01/11 a 15/12 Todos os bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade

 

REGIÃO DO PANTANAL
Etapa Período para compra da vacina e vacinação Período para registro da vacinação Categoria animal envolvida
MAIO 01/05 a 15/06 01/05 a 30/06 Todo rebanho bovino e bubalino (mamando a caducando)
NOVEMBRO 01/11 a 15/12 01/11 a 31/12 Todo rebanho bovino e bubalino (mamando a caducando)

Veja também

Últimas notícias